Morre aos 89 anos a atriz Jane Russell

WASHINGTON - A atriz americana Jane Russell, conhecida por seu papel em "Os Homens Preferem as Louras" (1953), ao lado de Marilyn Monroe, morreu aos 89 anos em sua casa em Santa Maria (Califórnia), informaram fontes ligadas à artista.

"Falei com sua nora esta manhã. Ela (Russell) morreu em paz em casa, com os filhos a seu lado", disse à AFP Kim Davis, diretora executiva da organização de assistência à infância Court Appointed Special Advocates (CASA), que tinha o apoio da atriz.

Dona de formas esculturais e uma das atrizes mais provocantes do cinema nos anos 40 e 50, Jane Russell foi lançada por Howard Hughes em "O Proscrito" (The Outlaw), de 1943, após ser descoberta pelo legendário produtor quando trabalhava como recepcionista no consultório de um dentista.

Filha de uma atriz e de um militar, Ernestine Jane Geraldine Russell foi transformada em símbolo sexual após "O Proscrito", passando à primeira opção para interpretar papéis femininos que marcaram uma geração de soldados americanos envolvidos na II Guerra Mundial.

Foi casada três vezes: com Bob Waterfield por 24 anos, com quem teve três filhos; com o ator Roger Barret, que morreu inesperadamente em 1969, três meses após o matrimônio; e finalmente com John Calvin People, em 1974, de quem ficou viúva em 1999.

No mundo liberal de Hollywood, Russell era uma rara defensora dos valores cristãos, e se descrevia como uma ativista pró-vida, após sofrer um aborto mal executado aos 18 anos que a deixou com problemas para conceber.

Entre os sucessos de Jane Russel estão comédias inesquecíveis como "O Valente Treme-Treme (The Paleface), de 1948, o "Filho do Treme-Treme (Son of Paleface), 1952, "Os Homens Preferem as Louras", 1953, e "Eles Casam com as Morenas", de 1955.