Barbada da noite, 'Toy Story 3' leva Melhor Animação

A história dos já conhecidos pelo público Woody e Buzz Lightyear que encantou a crítica se consagrou na entrega dos prêmios da Academia. O longa-metragem Toy Story 3 levou a estatueta de Melhor Animação, como já era esperado por 10 entre cada 10 apostadores.

» Alugue ou Compre 'Toy Story 3' no Terra Video Store

Anos se passaram e Andy, dono dos brinquedos mais conhecidos do cinema, já é um rapaz e vai para a faculdade. Ao limpar seu quarto para se mudar, separa os brinquedos em três categorias: o lixo, o sótão, e a mala que o acompanhará na Universidade. De todos, apenas o caubói consegue espaço na nova fase de seu protetor e, por peça do destino, seus amigos que estavam encaminhados em direção ao sótão, acabam indo para a lixeira.

Revoltados pelo desprezo, eles fogem e acabam na creche Sunnyside, que parece um lugar agradável, onde todos os brinquedos vivem em harmonia. No entanto, um aparente fofo e simpático urso de pelúcia controla uma espécie de "ditadura" dentro do espaço infantil, com rígida estratificação social, o que prejudica os novatos.

Produzido pela Pixar e distribuído pela Walt Disney, o filme teve roteiro assinado por Michael Arndt e direção de Lee Unkrich.

Favorito na categoria, levou a melhor sobre Como Treinar o Seu Dragão, da Dreamworks, e O Mágico, dirigido por Sylvain Chomet de As Bicicletas de Belleville. Toy Story 3 também foi indicado na categoria Melhor Filme, Melhor Canção Original, Melhor Edição de Som e Melhor Roteiro Adaptado.

Venceu na categoria Melhor Filme de Animação no Bafta, no Globo de Ouro e foi ignorado, graças a uma briga política, pelo Annie Awards, o prêmio maior do cinema de animação.