Chico Xavier faz aparição em novo filme

Festival Transcendental só traz temas místicos

Abençoada por números milionários, a onda dos filmes de cunho espiritualista acaba de ganhar uma nova plataforma de apreciação e difusão: o Festival de Cinema Transcendental, cuja primeira edição se realiza entre os dias 24 e 27 de março, em Brasília, e nos dias 28 e 31 do mesmo mês, em Fortaleza. A mais específica das novas maratonas do já gordo calendário cinematográfico brasileiro – há uma outra a ser inaugurada em julho, voltada para os filmes de autor – ampara-se na extraordinária bilheteria de títulos recentes do gênero, como Nosso lar, de Wagner de Assis, assistido por 4 milhões de brasileiros, e Chico Xavier, de Daniel Filho, visto por cerca de 3,4 milhões.

– Filmes similares já são produzidos em Hollywood há vários anos. No Brasil, esta produção encontrou eco por causa da receptividade do povo  a temas ligados a religiosidade, paranormalidade e a fatos que a ciência não pode explicar. Títulos como Chico Xavier e Aparecida – O milagre encontram espaço na devoção e na crença do brasileiro – explica Lucas de Pádua, coordenador geral do festival. – Aqui, o gênero cresceu dentro de um movimento artístico e cultural que tem como objetivo aliar técnicas a conceitos, ou seja, a busca de uma arte mais voltada para a solidariedade e a religiosidade.

 

>>> Leia a matéria completa no JB Premium