Serrado perde sotaque para viver personagem em 'Malu'

Em 24 anos de carreira, Marcelo Serrado fez 20 peças de teatro, 13 novelas, sete filmes e cinco minisséries. Prestes a completar 44 anos, o ex-ator global e atual sucesso da Rede Record apresentou aos internautas do chat do Terra, Malu de Bicicleta, filme estrelado por Fernanda de Freitas e inspirado no livro homônimo do escritor e autor teatral Marcelo Rubens Paiva. Segundo o ator, uma das maiores dificuldades encontradas durante a construção do novo personagem foi eliminar seu carregado sotaque. "Trabalhei muito para tirar o sotaque carioca. Fui de coração aberto para os sets de filmagem", revelou.

Durante o bate-papo, realizado nesta segunda-feira (11), Marcelo e Flávio Ramos Tambellini, diretor do longa, contaram curiosidades sobre a produção da obra, cuja trilha sonora é do músico e ex-Legião Urbana Dado Villa-Lobos. "Já tínhamos o desejo de trabalhar junto com o Marcelo. A questão era achar a Malu. Lembrei de cara da Fernanda de Freitas. Foram vários testes, mas sempre soube que a Fernanda era a pessoa certa", disse Tambellini. O diretor citou Antonioni e Truffaut como suas maiores influências cinematográficas.

Marcelo, que decidiu ser ator aos 18 anos e apareceu pela primeira vez na TV em 'Brasileiros e Brasileiras', no SBT, garante que não tem preferência por vilões e mocinhos - o importante é interpretar bons papeis, como foi o caso de Luiz Mario. O ator admitiu ser um grande fã de Rubens Paiva. "Tudo que ele me chamar para fazer, vou topar", contou.

Malu de Bicicleta conta a história de Luiz Mario (Marcelo Serrado), empresário da noite paulistana e bon vivant que coleciona casos amorosos, mas não consegue se envolver emocionalmente. Até que um dia, de passagem pelo Rio de Janeiro, apaixona-se pela carioca Malu (Fernanda de Freitas), que o atropela de bicicleta.

Esse é o terceiro filme de Tambellini, que também dirigiu Bufo & Spallanzani e O Passageiro, Segredos de Adulto, baseados respectivamente nas obras de Rubem Fonseca e Cesário Melo Franco. O longa, produzido pela Tambellini Filmes, chega aos cinemas na próxima sexta-feira (4), com distribuição da Downtown Filmes e RioFilme.