Estudante perde 2ª prova da Fuvest e culpa táxi

Um estudante de 18 anos que prestaria a segunda prova da 2a fase do vestibular 2011 da Fuvest nesta tarde, em São Paulo, chegou atrasado e colocou a culpa no taxista que o trouxe para o campus da USP. Segundo Vittorio Rossi, 18 anos, o motorista que o serviu "era novo no ponto" e se perdeu nas proximidades do Instituto Butantã. "Ele ficou dando voltas em círculos, nem sei se vou pagar pela corrida", disse.

Os portões do concurso foram fechados com uma tolerência de mais de cinco minutos, por volta das 13h10, e o estudante chegou oito minutos depois. A coordenação da prova deixou o local logo em seguida ao fechamento das portas e não estava mais no local. Vittorio, que ainda presta concurso na ESPM e Fundação Getúlio Vargas, deu de ombros e foi embora.