Veja os maiores desentendimentos do mundo do rock

John Lennon detonou o ex-parceiro Paul McCartney na música "How Do You Sleep?"

SÃO PAULO - Tocar juntos numa grande banda de rock fatalmente provoca desentendimentos entre os roqueiros. Convivência forçada e egos exarcebados frequentemente levaram a brigas feias entre os integrantes de algumas das maiores bandas da história do rock. Parcerias lendárias como a de John Lennon e Paul McCartney e entre Mick Jagger e Keith Richards geraram atritos que transcenderam os camarins e se tornaram prato cheio para a imprensa.

Recentemente, na autobiografia Life, Richards disse que o colega de Rolling Stones Mick Jagger ficou "insuportável" a partir dos anos 80. O guitarrista diz ainda que o vocalista tem o pênis pequeno, e o trata como "sua majestade". A disputa pelo controle criativo dos Beatles virou uma troca de farpas públicas entre Lennon e McCartney. A banda acabou, e em carreira solo Lennon detonou o ex-parceiro na música How do you sleep? "Os malucos estavam certos quando disseram que você estava morto. A única coisa que você fez foi Yesterday. Como você consegue dormir à noite?", diz a letra. Eles chegaram a se reconciliar mas se manteram distantes até a morte de John.

Em 2009 os irmãos Noel e Liam Gallagher, que sempre tiveram um relacionamento tempestuoso, chegaram ao limite. Após uma briga feia, onde segundo relatos Liam teria destruído uma guitarra de Noel, o guitarrista se recusou a subir ao palco e saiu da banda, dizendo que a convivência com o irmão se tornou "intolerável". Antes, os irmãos Ray e Dave Davies, do Kinks, grupo britânico que começou na década de 60, sempre viveram entre tapas e beijos. "Ray é um vampiro, suga todas as minhas ideias, emoções e criatividade. Para mim é tóxico ficar perto dele".

Outros irmãos, Don e Phil Everly, dos Everly Brothers, também viviam as turras. Em um show em 1973, Phil jogou sua guitarra longe e saiu do palco, e Don teve que contar à plateia que a dupla acabou ali mesmo. Depois eles voltaram a tocar juntos, e fizeram uma turnê com outra dupla que vivia brigando, Simon & Garfunkel.

Nos anos 80, Paul Simon apagou os vocais de Art Garfunkel de um disco da dupla e o lançou como um trabalho solo. Na cerimônia de indicação da dupla ao Rock and Roll Hall of Fame, em 1990, Art se vingou: "Quero agradecer à pessoa que mais me enriqueceu ao passar por cima de mim com essas grandes canções, meu amigo Paul". Simon devolveu: "eu e Art não concordamos em nada, mas é verdade, eu enriqueci mesmo a vida dele." Em 2001, ao voltar ao Hall of Fame, Simon acrescentou: "Agradeço a Art e sinto muito que nossa amizade tenha acabado. Espero que algum dia a gente faça as pazes... mas sem pressa."

O temperamento explosivo de Axl Rose foi demais para o guitarrista Slash, que deixou o Guns N' Roses em 1994. Axl não perdoou: "eu pessoalmente considero Slash um câncer, melhor se removido ou evitado, e o quando menos todos ouvirem falar dele, melhor". O guitarrista até que levou na esportiva: "minha mãe morreu de câncer. Ele pegou pesado nessa, mas isso é típico de Axl".

Outras das maiores bandas de rock de todos os tempos tiveram brigas públicas. Após excursionar sozinho com o nome Pink Floyd, Roger Waters foi processado pelo resto da banda, liderada por David Gilmour. The Who, Aerosmith e Van Halen também tiveram arranca-rabos lendários. Em 1985, David Lee Roth saiu do Van Halen por brigas constantes com Eddie Van Halen.

Em 1996, ele concordou em voltar para uma turnê, mas logo na primeira noite de show, no VMA, não gostou nada de Eddie dizer que não poderia excursionar devido a uma lesão no quadril. "Isso não é sobre a p... do seu quadril, é sobre mim!", vociferou. Mas em 2007 eles finalmente fizeram as pazes e até trocaram beijos no rosto durante uam entrevista coletiva.

Saiba mais: 

 

The Beatles - Os Beatles acabaram devido à rivalidade entre John Lennon e Paul McCartney. Em carreira solo, John detonou o ex-parceiro na música 'How Do You Sleep?' A letra diz: "a única coisa que você fez foi 'Yesterday'." Depois eles se reconciliaram, mas permaneceram distantes

The Rolling Stones - Cinquenta anos tocando juntos têm seu preço. Na sua nova autobiografia 'Life', o guitarrista do Rolling Stones Keith Richards não perdoa Mick Jagger e diz até que o vocalista tem o pênis pequeno. "Mick se tornou insuportável nos anos 80", completa

Aerosmith - Em 40 anos de carreira o Aerosmith passou por poucas e boas, mas a participação do vocalista Steven Tyler no 'American Idol' foi a gota d'água para o guitarrista Joe Perry: "Não quero o nome do Aerosmith envolvido com aquilo", disse Perry

The Who - Em 1975 o guitarrista do Who Pete Thownsend disse ao NME que a banda era uma sombra do que foi nos anos 60, e o vocalista Roger Daltrey não gostou nem um pouco, e disse que Thownsend era o problema

Pink Floyd - Nos anos 80 o clima entre Roger Water e David Gilmour, do Pink Floyd, azedou. Em 1987 Waters excursionou sozinho com o nome Pink Floyd e foi processado pelo resto da banda, liderada por Gilmour. Em 2005, os desafetos se reuniram para um único show em Londres.

The Kinks - Os irmãos Ray e Dave Davies, do Kinks, são os percursores dos irmãos Gallagher. Recentemente, Dave disse: "Ray é um vampiro, suga minhas ideias, emoções e criatividade. Para mim é tóxico trabalhar com ele"

Oasis - Nas décadas de 90 e 2000 os irmãos Gallagher dominaram as manchetes com suas constantes brigas. Em 2009 a briga passou dos limites e Noel deixou o Oasis, pondo um fim à banda. Ele disse que a convivência com o irmão se tornou "intolerável"

Guns N' Roses - As brigas entre Axl Rose e Slash levaram à saída do guitarrista do Guns N' Roses em 1994. Em entrevista, Axl disse que Slash era um "câncer". O guitarrista devolveu: "minha mãe morreu de câncer, mas esse tipo de retórica é típica do Axl"

Van Halen - O vocalista David Lee Roth e o guitarrista Eddie Van Halen nunca se bicaram, e Roth deixou o Van Halen em 1985. Em 1996 ele tentou voltar, mas brigou feio com o guitarrista já na primeira noite, durante a premiação do VMA. Finalmente em 2007 eles fizeram as pazes e até trocaram um beijo no rosto

Os irmãos Don e Phil Everly são pioneiros na briga de irmãos no rock. Em 1973, Phil jogou a guitarra longe e deixou o palco durante um show nos EUA, e Don teve que dizer à plateia que a banda acabou ali

A dupla americana sempre teve um relacionamento conturbado, mas após Paul Simon apagar os vocais de Art Garfunkel de um disco, a coisa ficou feia. Ao serem indicados para o Rock and Roll Hall of Fame, em 1990, eles se esculhambaram mutuamente. Em 2001, Simon disse: "gostaria de fazer as pazes com Art um dia, mas sem pressa"