Emanoel Araujo lança "A Mão Afro-brasileira" em São Paulo

SÃO PAULO - A segunda edição do livro "A Mão Afro-brasileira: significado da contribuição artística e histórica", organizado pelo artista plástico Emanoel Araujo, será lançada neste sábado, às 11h, no Museu Afro Brasil, em São Paulo. A obra é prefaciada pelos ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Mario Soares.

Editado pela Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, "A Mão Afro-brasileira" mostra as contribuições de artistas e intelectuais como Aleijadinho, Agnaldo Manoel dos Santos, Antônio Bandeira, Arthur Timótheo, Assis Valente, Bauer Sá, Caetano Dias, Carolina Maria de Jesus, Cruz e Souza, Castro Alves, Estevão Silva, Eustáquio Neves, Gonçalves Crespo, Grande Otelo, Haroldo Costa, Heitor dos Prazeres, Izidório Cavalcanti, Jorge dos Anjos, José do Patrocínio, Juliano Moreira, Luiz Gama, Mestre Valentim, Machado de Assis, Maurino Araújo, Mestre Didi, Manuel Querino, Otávio Araújo, Pixinguinha, Rubem Valentim, Rosana.

Além do lançamento da obra de dois volumes, o Museu Afro Brasil conta com outros programas e exposições para a Semana da Consciência Negra. Entre os eventos, um encontro de Maracatus, neste sábado, às 14h, com a presença de cerca de 10 grupos tradicionais de São Paulo, além da exposição "A Arte do Povo Brasileiro. Quatro Olhares. Uma Homenagem", que destaca a autêntica arte popular brasileira.