Clima de férias contagia filmagem de 'Muita Calma Nessa Hora'

Um grupo de jovens passando o mês em Búzios, no Rio de Janeiro, pode ser uma simples viagem de férias, mas também podem ser as filmagens de Muita Calma Nessa Hora, novo filme de Felipe Jollily (Ódique?), com roteiro de Bruno Mazzeo, João Avelino e Rosana Ferrão, que estreia nesta sexta-feira (12).

Entre maio e junho de 2009 a equipe rodou a comédia adolescente, protagonizado por Andréia Horta, Fernanda Souza, Gianne Albertoni e Débora Lamm, que define bem a relação em entrevista ao Terra. "Quando eu fui embora eu fiquei triste de verdade. Sabe aquela sensação adolescente mesmo de nostalgia?", disse Débora.

As quatro protagonistas, que pouco se conheciam no início das filmagens, deixam claro durante a entrevista que se tornaram grandes amigas. Mais dramática do grupo, segundo as próprias, Gianne brinca que é a excluída, principalmente porque foi a única que não fez teste para a personagem Tita, vivida por Andréia.

Moradora de São Paulo, enquanto as outras três vivem no Rio de Janeiro, a ex-modelo logo tem a resposta de Fernanda, Andréia e Débora. "Ela é a nossa amiga Top", dizem em coro. Fernanda Souza ainda complementa:  "somos todas tão normais, tão pequenininhas, aí vem aquela loira, musa".

E não foi apenas entre as protagonistas que imperou o clima "férias com amigos". Luis Miranda tinha apenas dois dias de filmagem, mas fez questão de continuar nos sets. "Eu fico aqui ajudando, fazendo um café", brincou o ator. "Ele ficou nos divertindo e dando material para o making of", disse Mazzeo.

A ideia do filme partiu dos produtores Rok Nogueira e Augusto Casé, que chamaram Bruno Mazzeo para cuidar do roteiro. Com o trabalho dando certo, mas bem antes do filme tomar forma, surgiu um novo produto deles para a televisão, o Cilada. O diretor do programa, Felipe Joffily, foi então chamado para Muita Calma Nessa Hora, complementando o time de amigos.

Mesmo aqueles que ficaram pouco tempo entraram no clima. Débora Lamm, que nunca tinha contracenado com Heloisa Périssé e faz apenas uma cena com ela, diz que teve a sensação de que já a conhecia há anos. Andréia Horta sentiu o mesmo em relação a Marcelo Adnet. "Para mim foi um grande prazer fazer cena com ele".

Segundo Fernanda Souza, o grande segredo da boa relação do filme é a forma como foi feito. "Todo mundo construiu os personagens com seis mãos, com as do Bruno, do Felipe e com as próprias", disse ela. A atriz ainda dá outra dica do porquê da boa interação. "Acho que todo mundo vem da mesma enfermaria, por isso que a gente se entende".