Dado Dolabella nega ter agredido ex-mulher: "é bizarro"

 

 

O ator Dado Dolabella negou nesta segunda-feira (8) que teria agredido sua ex-mulher Viviane Sarahyba no último domingo (7). A publicitária prestou queixa na 16ª DP do Rio de Janeiro acusando Dado de ter a agredido quando levou o filho deles, João Valentim, para vê-lo.

"Ela já estava me acusando disso. Ela veio na minha casa e simplesmente não me deixou ficar cinco minutos com meu filho. Quando ele estava interagindo comigo, ela quis ir embora. Eu só segurei ela pelo braço e pedi pra ela ficar ", afirmou o ator ao Terra.

De acordo com Dado, diversas pessoas testemunharam a cena, como seu irmão, a funcionária que trabalha para sua família e um entregador de medicamentos que estava em sua casa. "É bizarro. Eu jamais imaginei", disse inconformado.

O ator afirmou que já falou com seu advogado e que vai à delegacia "de livre e espontânea vontade". Segundo Dado, todos que estavam presentes irão depor. "É muito chato. Ela transformou isso em uma novela", disse.

Dado disse estar chateado, pois teria visto o filho apenas quatro vezes em três meses. "É um sentimento que ninguém merece. Ele olha pra mim e estranha. Ele não me reconhece mais", lamentou.

Viviane e Dado ficaram casados por 11 meses. A juíza da 1ª Vara de Família do Fórum da Barra, Maria Cristina Lima, homologou o acordo de divórcio do rapaz com a publicitária nesta segunda-feira (8).

 

Camareira detona Dado Dolabella e diz que ele agrediu outras mulheres

A camareira Esmeralda de Souza, 65 anos, agredida por Dado Dolabella, disse em entrevista a coluna Retratos da Vida, do jornal Extra, que todo mundo sabe que o ator já agrediu outras namoradas, mas que somente Luana Piovani, ex-namorada de Dado que também o acusa de agressão, teve coragem de denunciá-lo. Dona Esmê afirmou que não sentiu pena do ator ter sido condenado a 2 anos e 9 meses de detenção em regime fechado.

A camareira disse ainda que, por conta dos hematomas, ela teve dois pulsos quebrados, e deixou de trabalhar três meses. Dona Esmê revelou ainda que nunca teve ajuda financeira de Dado nem da família do ator e que ele chegou a lhe enviar flores e um cartão como pedido de desculpa, mas ela jogou o ramalhete no lixo e entregou o cartão para o advogado. A camareira finaliza dizendo que conhece muito bem a fama do ator e que espera que a Justiça seja cumprida.

Polícia investiga denúncias de ex-funcionárias sobre Dado e Viviane

Mesmo com separação e acordo de paz selados na Justiça, o relacionamento entre o ator e músico Dado Dolabella e a publicitária Viviane Sarahyba voltou a virar caso de polícia. O delegado Rafael Willis, da 16ª DP (Barra da Tijuca), fez no início de setembro registro de ocorrência sobre constrangimento ilegal, com base em informações de duas ex-funcionárias do casal. Elas disseram que foram coagidas por Viviane a acusar Dado de agressão.

Segundo a doméstica Tânia Maria Netto, a ex-patroa ditou e a obrigou a escrever uma carta, afirmando que o ator havia lhe agredido. O documento teria sido anexado ao processo de separação, na 1ª Vara de Família da Barra da Tijuca. No dia 20, a juíza Maria Cristina de Brito Lima ordenou que Dado saísse de casa. Um dos argumentos da magistrada era o de que havia farta documentação comprovando que ele agredia a publicitária.

Sônia Cavalcante, babá de João Valentim, de 8 meses, filho de Dado e Viviane, até fim de março, afirmou ter sido demitida por não concordar em depor contra o ator. "Vamos ouvir as ex-funcionárias, Viviane e, se for o caso, Dado Dolabella", afirmou Rafael Willis.

O casal assinou acordo de separação no fim de semana e segunda-feira (30) as informações foram entregues à Justiça. Viviane voltou para casa onde morava com o ator, no Itanhangá, e negou as acusações. "Não coagi ninguém. Tenho filho para cuidar e não expor. Estou cansada disso tudo!", desabafou.

O advogado de Dado, Michel Assef Filho, foi taxativo: "Eles acabaram de celebrar acordo. Ele quer paz". Na Justiça, o ator já foi condenado a dois anos e nove meses de prisão, em regime aberto, por ter agredido a ex-namorada Luana Piovani e a camareira Esmeralda de Souza, a Esmê.