Pai de Michael Jackson é impedido pela Justiça de acessar os bens do cantor

O Tribunal de Apelações do Estado da Califórnia determinou que Joe Jackson, pai do "rei do pop" Michael Jackson, morto no ano passado, não tem o direito de administrar os bens deixados pelo astro, informa o site TMZ.

Em 2002, Michael excluiu o pai de seu testamento, mas Joe estava lutando pelo direito de opinar sobre como o espólio do filho é administrado. A decisão desta terça-feira confirma sentença semelhante proferida em novembro do ano passado, atestando que ele não teria capacidade para gerir os bens do filho.

A família de Michael Jackson tem travado uma verdadeira guerra judicial sobre o destino dos bens do astro. A mãe de Michael, Katherine, oficializou recentemente o divórcio de Joe, e luta pelo direito ao espólio do filho.

Na última semana, a revista americana Forbes elegeu Michael Jackson a celebridade morta mais lucrativa no último ano, fatuirando cerca de US$ 275 milhões