Sean Connery deve se apresentar à Justiça espanhola em 15/10

O ator escocês Sean Connery, de 79 anos, e sua esposa foram intimados a comparecer, em 15 de outubro, perante um juiz espanhol, em Marbella (sul), no âmbito de uma investigação sobre crime fiscal, informou esta quinta-feira uma fonte judicial.

O jornal local Sur noticiou esta quinta-feira, em sua edição on-line, que "representantes das autoridades britânicas na Espanha facilitaram o domicílio exato do casal Connery nas Bahamas".

O juiz de instrução do caso, Ricardo Puyol, informou que "no caso da falta dos denunciados se poderá utilizar todos os meios legais previstos, tanto na legislação nacional quanto internacional, para obrigá-los" a se apresentar.

O ator que interpretou várias vezes o espião 007 James Bond no cinema e sua esposa, Micheline, de origem francesa, começaram a ser investigados em julho passado por suposta fraude fiscal de 1,6 bilhão de euros depois de operações imobilizárias no sul da Espanha, noticiaram meios de comunicação espanhóis, citando fontes judiciais.

A fraude teria sido cometida com a venda de terrenos imobiliários em Málaga (sul) por uma empresa relacionada com o célebre ator, informaram fontes de Marbella, onde Connery tinha uma luxuosa residência até o fim dos anos 1990.

A AFP não conseguiu a confirmação imediata destes fatos por parte de alguma fonte judicial.