Marcos Troyjo é eleito para a Academia Paulista de História

JB Online

DA REDAÇÃO -

A Academia Paulista de História elegeu o diplomata, cientista político e economista Marcos Troyjo para ocupar sua cadeira de número 35, cujo antecessor foi o jurista Miguel Reale e tem por patrono José de Alcântara Machado. O discurso de saudação ao novo acadêmico estará a cargo do professor e historiador Douglas Michalany, Presidente Emérito da Academia.

A cerimônia de posse acontecerá no dia 20 de setembro de 2010, às 19h, no Teatro CIEE, à Rua Tabapuã 445, Itaim, em São Paulo.

Fundada em 1972 por iniciativa de integrantes do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo, a Academia Paulista de História é composta por 40 membros efetivos e perpétuos, eleitos pelo voto direto dos membros da instituição. Tem por objetivo o conhecimento e disseminação da História paulista, brasileira e mundial.

Os patronos de cada Cadeira são historiadores de grande expressão, ou intelectuais de outros campos do saber que versaram sobre a História do Brasil. Dentre os patronos encontram-se nomes como Francisco Adolfo de Varnhagen, Euclides da Cunha, José de Alcântara Machado, Alexandre de Gusmão e Francisco José de Oliveira Viana.

Figuram no quadro atual de acadêmicos, dentre outros, o jurista Ives Gandra da Silva martins, o poeta Paulo Bonfim, o historiador e jornalista Heródoto Barbeiro e o educador Paulo Nathanael.