Comemorando 70 anos, 'Dumbo' ganha edição de luxo e restaurada

Pedro de Luna, Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - A colaboração de Walt Disney para o desenvolvimento do cinema de animação foi e é imensa. Dos primeiros filmes em curta metragem em preto e branco até o seu primeiro longa metragem, Branca de Neve, que foi um grande sucesso de bilheteria, o artista apresentou uma evolução incrível. No entanto, as duas produções seguintes, Pinóquio e Fantasia, ambas de 1940, consumiram anos de trabalho e milhões de dólares, dando prejuízo ao estúdio.

Para complicar ainda mais, a Segunda Guerra fazia estragos no orçamento de Disney, que via seu lucro internacional despencar. Foi quando o visionário homem de negócios adquiriu os direitos de Dumbo, um livro infantil de apenas oito páginas e resolveu adaptá-lo para o cinema. O filme do elefante de orelhas grandes que dá a volta por cima arrecadou menos que seus antecessores (lucro de U$ 0,65 milhões), mas o saldo final foi positivo, já que sua produção foi bem mais barata. Além disso, Dumbo foi o primeiro desenho animado da Disney exibido na TV. No recém-lançado DVD comemorativo pelos 70 anos do personagem há cenas excluídas, bastidores e os trailers originais de cinema e TV. Sem falar, claro, na recuperação digital do filme, com cores realçadas, para assistir com toda a família.

A produção foi um desafio. Walt reuniu seus melhores funcionários para fazer um filme extremamente emocional, com um protagonista que não falasse uma palavra sequer, com apenas R$ 0,95 milhões - um terço do custo de Pinóquio.

Trabalhando com foco no roteiro, a equipe conseguiu realizar um excelente filme, de maneira rápida e, principalmente, enxuta.