Simple Minds retornam ao Brasil após 15 anos

Portal Terra

S O PAULO - Depois 15 anos sem pisar no Brasil, os escoceses do Simple Minds retornam ao país para uma série de apresentações neste mês. O grupo passa por São Paulo (Via Funchal - 17), Rio de Janeiro (Vivo Rio - 19), Brasília (Ginásio Nilson Nelson - 21) e se despede em Porto Alegre (Bourbon Country - 22). Homem de poucas palavras, o vocalista Jim Kerr conversou com o Terra por telefone durante a passagem da banda pela Itália e prometeu uma "jornada" pela carreira do grupo nas apresentações.

"Vamos tentar manter todos felizes. Algumas músicas são obrigatórias e vamos tocar todas que as pessoas querem ouvir. Do nosso primeiro disco ao último", afirmou o vocalista. Celebrando seus 30 anos de carreira, o grupo se consolidou nos anos 80 com sucessos como Alive and Kicking e Dont You (Forget About Me).

Kerr ainda se lembra das passagens anteriores pelo país e disse que a paixão dos fãs é algo empolgante para os músicos. "Nossos fãs não assistem ao nosso show há muito tempo. Os brasileiros possuem uma coisa que realmente contagia e eles sabem se expressar", explicou o vocalista, que se entusiasmou dizendo que o Brasil é "progressista e mirando no futuro".

Falando sobre música atual, Jim Kerr mostrou que está atualizado com as novas bandas que surgem. No entanto, a empolgação do escocês oscila conforme o ano, segundo ele mesmo explicou. "Em algumas épocas eu gosto bastante das coisas, mas em outras, não".

"Gosto muito do Arcade Fire. Esse último disco deles é fantástico", disse sobre The Suburbs, elogiado álbum lançado pelos canadenses. Kerr ainda citou outras bandas que tem ouvido, como o Empire of the Sun e MGMT.

"Sempre há música boa, basta procurar", afirmou.