Home office vira solução para fugir da formalidade

JB Online

DA REDAÇ O - Pessoas que não conseguem se adequar a procedimentos e políticas internas das empresas, horários fixos, ordens superiores a serem cumpridas sem intervenções encontraram uma saída para trabalharem mais felizes e sem tanta pressão. São os home offices conceito que cada vez mais vem atraindo profissionais de várias áreas, como webmaster, publicitários e arquitetos.

No entanto, imaginar que a rotina é fácil só porque o patrão não está de olho na execução das tarefas é um erro. Cumprir os prazos e tentar entregar os serviços antes das datas previstas é fundamental, de acordo com Tadeu Correia, especialista em tecnologia da informação do Centro de Estudos Alexandre Vasconcellos (CEAV).

Esse tipo de atitude profissional alavanca uma cadeia de indicações e de elogios por parte do cliente, o que renderá ao home office novos cliente afirma.

Entre as vantagens estão a comodidade, praticidade, retorno por produção e ganho de tempo. Mas também há pontos negativos, segundo Tadeu Correia. É difícil apontar, mas, por parte do profissional, pode ser a falta de demanda dos serviços e, por parte das empresas, a falta de supervisão sobre os serviços solicitados.

Opção

A falta de empregos tem sido um dos fatores para muita gente optar por trabalhar em casa. Mas quando o negócio começa a andar as vantagens aparecem.

Quando a coisa começa a funcionar os profissionais tendem a não querer mais trabalhar nos centros urbanos, ter vínculos de horários e obrigações nas empresas. Por sua vez, têm o fator de economia em primeiro plano, pois serão menos impostos a pagar, despesas com transporte, alimentação e obrigações trabalhistas diz Correia.

Segundo Luiz Murillo Tobias, especialista em marketing, o crescimento do home office coincide com o avanço da internet. As profissões que utilizam esse recurso são ligadas à área de informática. Basicamente é necessário um computador, uma estrutura básica de mobiliário, linha telefônica e conexão via internet , conclui.