Gilberto Gil diz que a maconha foi sua companheira até recentemente

Portal Terra

S O PAULO - O cantor e ex-ministro da Cultura Gilberto Gil, disse, em documentário que o Biography Channel exibe no dia 15, que a maconha o acompanhou até recentemente em sua vida. "Das chamadas drogas", ironiza ele. A informação é do jornal Folha de S. Paulo.

Gil afirmou que quando se mudou para Londres, tomou "cento e tantos ácidos", mas só a maconha servia, para ele, como uma "flanela na lente sentimental e musical". "Toda vez que eu fumava, desembaraçava alguma coisa", diz ele, sobre o efeito da droga.