Paraíso Geek: Comic-Con pode deixar de ser realizada em San Diego

Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - Maior feira de cultura pop do mundo, a Comic-Con espera receber, até este domingo, cerca de 125 mil fãs de quadrinhos, games, tecnologia, séries de TV e filmes de ação. Epicentro dos geeks de todo mundo, o festival, aberto na quinta-feira, pode estar deixando a cidade de San Diego, que abriga o evento desde 1970, e migrando para Los Angeles. Os organizadores da Comic-Con disseram que vão anunciar, oficialmente, para onde a feira se mudará durante o encerramento da feira.

Entre os motivos alegados para a ida para Los Angeles, estão a falta de espaço o San Diego Convention Center ficou pequeno para o público e a mudança de foco: cada vez mais a feira se dedica ao cinema e é mais fácil para celebridades e produtores se locomoverem dentro de Hollywood.

Um presidente de estúdio, cujo nome não foi revelado, disse que fica muito caro transportar objetos e cenários usados em seus filmes para as exposições da Comic-Con. Enquanto o anúncio não é feito, o público se esbalda com as atrações da feira neste ano, que vai contar com a presença do casal Angelina Jolie e Brad Pitt: ela promove o longa Salt, ele fala sobre Megamente, animação a qual empresta a voz. Também vão ao evento o elenco de Tron O legado e de Os mercenários, que reúne grandes nomes do cinema de ação, como Sylvester Stallone, Bruce Willis, Jason Statham, Jet Li, Mickey Rourke e Dolph Lundgren. (Com agências)