Exclusivo: Cyndi Lauper compara Beyoncé com Tina Turner

Portal Terra

DA REDAÇÃO - Cyndi Lauper está lançando seu 11º álbum de estúdio e voltando ao ritmo que lhe incentivou a cantar. Memphis Blues é uma virada na carreira da cantora que, a essa altura, pode se reinventar e fazer o disco que bem entender. Para isso, ela deixou a gravadora Sony e foi lançar seu álbum pela Downtown.

Em entrevista exclusiva ao Terra, Cyndi falou sobre blues e Beyoncé. Para ela, a nova diva lembra Tina Turner ainda jovem. Sobre Memphis Blues, ela contou como foi o processo de produção e a possibilidade de voltar ao Brasil.

Terra - Após 27 anos de carreira e 11 álbuns o que um novo disco representa para você? O quanto ele pode ser importante?

Cyndi Lauper - Para mim, a coisa mais importante é ser capaz de fazer música, discos. Sem isso, acho que morreria. Emocionalmente, eu me expresso através da música e isso tem um significado enorme.

Você afirmou em uma entrevista que pretendia fazer Memphis Blues desde 2004. Porque demorou tanto para produzi-lo?

Eu queria fazer um registro de blues enquanto ainda estava na Sony, mas eles não estavam muito interessados na ideia. Jeff Beck e eu queríamos fazer um disco de blues juntos e Donnie Lenner, presidente da gravadora nos Estados Unidos, respondeu "de jeito nenhum". Uma loucura, não?

Qual a sua inspiração para Memphis Blues?

Vou contar uma história engraçada. Muddy Waters disse uma vez que se o blues tivesse um filho, seria o rock'n'roll, e isso é totalmente verdade. Blues é a base de todos os gêneros populares de música, não só rock, mas r&b e até o pop e este é um estilo que sempre amei ouvir estudar.

Qual é a sua relação com a cidade de Memphis? Afinal, ela dá nome ao disco.

Eu queria fazer um disco em uma cidade americana que fosse famosa pelo blues e os músicos com os quais queria trabalhar estão todos lá, até meu produtor. Achei que seria mais fácil trabalhar lá, e acabou sendo uma escolha fácil no fim.

Você também, afirmou que gostaria de "voltar e reaprender". O que você achou nesta volta e o que reaprendeu?

Eu sinto que redescobri minha voz. Eu adoro cantar este tipo de música e foi divertido explorar minha voz desta maneira.

Memphis Blues é um álbum diferente na sua trajetória. Quais são suas expectativasa em relação à mídia e a aceitação do trabalho?

Espero que as pessoas gostem! Nós gostamos de fazê-lo...

O que você acha das novas divas pop, como Rihanna, Beyoncé e Lady Gaga?

Elas são todas boas, cada uma a sua maneira. Meu filho é fã de Rihanna, eu amo Beyoncé, que é uma boa performer e cantora - ela me lembra Tina Turner ainda jovem. E Lady Gaga é uma ótima compositora e artista, provavelmente louca por moda e por história da moda como eu.

E o que você acha de música brasileira?

Eu amo música brasileira. Acho que é um dos ritmos que, em qualquer lugar, você tem noção do que é a cultura e o povo brasileiros.

Há alguma chance de você voltar ao Brasil?

Sim. Estamos trabalhando nisso agora. Talvez no fim do ano ou no início do ano que vem eu estarei aí.