Brasileiro leva à Paris moda masculina "livre, leve e solta"

Portal Terra

DA REDAÇÃO - O estilista Gustavo Lins expande seus domínios na temporada francesa e estreia na Semana de Moda Masculina de Paris, nesta sexta-feira, com desfile.

A apresentação para o verão 2011 substitui os lançamentos de coleção que ele fazia na cidade e marca o crescimento de sua grife, que acaba de firmar contrato de fabricação com a Gysemans Clothing Industry, para produção de suas roupas, aumentando o volume para atender a um mercado maior.

"O que sempre desenvolvi para o feminino, começo agora a fazer para os homens, ou seja, algo livre, leve e solto", afirmou ao Terra por-email. Lins apresenta coleção de alta-costura da capital francesa no dia 5 de julho. O estilista conta quais os destaques da apresentação desta sexta em Paris:

- O ponto mais importante é a alfaiataria leve, quase tropical, para um verão quente, apesar de não termos mais verões quentes na Europa, depois de alguns anos. É perfeitamente adequada para os trópicos, para países muito úmidos, como Brasil e Japão.

- Entre os materiais há malhas, jérsei, couro.

- A alfaiataria destaca costuras que giram em torno do corpo, criando efeitos de leves drapeado, apenas insinuados.

- Os quimonos, base do trabalho do estilista, aparecem retrabalhados com pelica finíssima, de espessura para luvas.

- Casacos tipo gibão foram feitos com couro pespontado, conferindo aspecto de armaduras japonesas, e com detalhes de tricô.

- As cores são cinza, azul, nanquim, em contraste com verde-cítrico, laranja de Jaffa (tonalidade queimada da cor em referência à cidade israelense) e rosa-goiaba. ¿A ideia de trabalhar com as cores de frutas cítricas renderam boas combinações¿, afirmou.

- As calças são cortadas de três formas diferentes: reta, sem costura lateral; ampla com prega profunda, como um drapeado; ou em costuras em espirais como um S.

- As camisas são cortadas como casacos, leves e sem entretelas.

- Os casacos são ajustados, leves e dupla-face, assim como os impermeáveis.