Locutor aprova brincadeira que o manda calar a boca

Paulo Ricardo Moreira , Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - Nem Alemanha, nem Argentina, nem Brasil. Mais do que o futebol das seleções favoritas ao título Mundial, o principal assunto desta Copa do Mundo é a campanha Cala Boca Galvão , que começou no Twitter na quinta-feira passada, durante a festa de abertura da Copa, e virou febre mundial. Desde então, a expressão ocupa o primeiro lugar entre os tópicos mais discutidos na rede social. Após a repercussão internacional virou notícia em jornais estrangeiros como o americano The New York Times e o espanhol El País , Galvão Bueno resolveu não ir contra a maré dos que pedem para que ele fale menos nas transmissões dos jogos e aderiu à brincadeira, falando nesta terça-feira sobre a campanha no programa Central da Copa, comandado por Tiago Leifert.

Entrei nesta campanha! Estou com o Papagaio Galvão e não abro! disse o narrador, aparentando bom humor e lembrando que as brincadeiras com pássaros são antigas. Narrador fala muito e eu falo muito por natureza. Eu tinha um grande amigo, Ayrton Senna, com umas orelhas assim... Então, eu o chamava de Dumbo. E ele me botou o apelido de papagaio. Agora, não é que essa campanha é para salvar o papagaio Galvão?

Música de Lady Gaga

A brincadeira dos internautas brasileiros despertou a curiosidade dos estrangeiros, que queriam saber o que significava a frase Cala Boca Galvão . Uma das versões difundidas é que seria um movimento para salvar uma espécie de ave em extinção. Foi feito até um filme em inglês sobre a campanha Save the Galvão Birds , divulgada por uma entidade fictícia, a Galvão Bird's Foundation. Outra versão inventava que a expressão era o título de uma nova música de Lady Gaga.

A gente entra na casa das pessoas, e elas têm todo o direito de brincar. Estou na campanha e estou a sério comentou o locutor da Globo.

Terça-feira, durante o jogo do Brasil contra a Coreia do Norte, uma faixa foi estendida no estádio com os dizeres Cala a boca, Galvão! . No segundo tempo, ela foi retirada. Na internet, circularam boatos de que a Globo ou o narrador teriam mandado retirá-la. Por meio de sua assessoria de imprensa, a emissora nega que tenha sido responsável pelo sumiço do adereço, alegando que não tem qualquer ingerência sobre o estádio nem sobre as imagens geradas pela TV oficial da Fifa.

Em reação ao Cala boca Galvão , dois novos movimentos foram lançados na web: Fala, Galvão e Free Galvão . Será que vai pegar?