British Colony acerta em coleção conceitual de verão

Ale Ougata, Portal Terra

RIO - A British Colony continua com sua moda conceitual. Às 18h40, a terceira marca a desfilar na noite da segunda-feira do Fashion Rio quis repaginar peças clássicas do guarda-roupa com uma visão contemporânea. A tonica deste Fashion Rio parece ser a seguinte: menos celebridades, grandes chances de se conferir uma coleção bacana. Foi assim com a British Colony que deu ao seu mundo de beach culture um trato mais moderno e interessante.

Não são muitos aqueles que estão dispostos a correr risco e ousar na moda masculina. British Colony seguiu sem medo e optou por abrir o desfile com um look masculino de transparência na camisa e na calça também. Um mega colar geométrico e um chapéu que tampava metade do rosto do modelo, algo de interessante estava por vir. E veio.

A trilha toda minimalista composta por Max Blum casava com as roupas monocromáticas e assimétricas que Máxime Peremulter, a mente criativa da marca, elaborou. Os meninos ganharam frescor tropical, afinal é verão, em tecidos fluidos, leves, com balanço. As cinturas ficaram maracadas por cintos. As costas desnudadas. Homens de macacão, não aqueles duros e pesados dos trabalhadores de fábricas, mas do tipo solto, bem ao ritmo do vento.

E quando se vê uma coleção masculina tão graciosa fica difícil falar dos looks dedicados as meninas.

No fim, a sala de desfile se levantou para aplaudir a moda e não alguma celebridade posando de moderna.