Stone apresenta documentário sobre Chávez, a quem disse "admirar"

Agência AFP

CARACAS - O cineasta americano Oliver Stone apresenta nesta sexta-feira em Caracas o documentário "South of de border" sobre a esquerda latino-americana e a liderança do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, a quem disse "admirar" porque "é um soldado de coração".

"O documentário faz uma introdução ao movimento de esquerda na América Latina, no qual Chávez é um dos protagonistas, mas, também, uma crítica aos meios de comunicação americanos e a sua forma de cobrir o que acontece na região", disse Stone durante entrevista à imprensa.

"Ele é visto como ditador pela mídia dos Estados Unidos e os americanos que não sabem que foi eleito duas vezes em processos democráticos. Para nós, americanos é o bufão que um dia insultou o (ex-presidente George) Bush na ONU", disse.

Stone vê em Chávez um homem com "uma visão enorme", que lidera um movimento "que está mudando a América Latina".

"South of the border" inclui entrevistas com Chávez e os presidentes Evo Morales (Bolívia), Rafael Correa (Equador), Luiz Inacio Lula da Silva (Brasil), Cristina Kirchner (Argentina), Fernando Lugo (Paraguai) e Raúl Castro (Cuba). Na noite desta sexta, Stone assistirá junto com Chávez à estreia em Caracas.

O documentário, apresentado em 2009 durante o Festival de Veneza, será projetado em salas comerciais de América Latina, Estados Unidos, Inglaterra e França, entre junho e julho.