Brasileiro novato na moda estampa maior painel de NY

Rosângela Espinossi, Portal Terra

RIO DE JANEIRO - Thiago Santos tem 19 anos e apenas um ano e cinco meses de carreira, com desfiles do porte de Christian Dior, mas fez sua estréia em terras brasileiras no Fashion Rio, primeiro no desfile da R.Groove, depois no da Redley e ainda fará Totem. Quem passeia pela Times Square, em New York, vai se deparar com Thiago no maior painel de LED da cidade, sobre a loja da marca American Eagle. Lá também a brasileira Aline Webber.

Mes tão em evidência, ele diz que seu refúgio no mundo pé uma "ilha secreta", ao lado da Ilha Porchat, em São Vicente. O garoto, que pega dicas de culinária com seu pai e sempre passou os perfumes da mãe e do tio (aí incluídos alguns frutais da Natura e o da Calvin Klein), queria ser modelo desde os 14 anos. Chegou a ir a uma agência com sua irmã. Mas o pessoal pediu para ele esperar mais um pouco, porque ainda estava em crescimento. Durante um período, estudou moda junto com o segundo grau e quando o chamaram de novo aqui no Brasil, resolveu ir para o Texas, morar com o tio. Era um sonho desde os 9 anos. E lá estava sua sorte.

Uma semana antes de voltar ao Brasil, participou de um concurso de modelos. Passou e foi para Nova York. Fotografou para o perfume da marca Pink, da Victoria´s Secret. Acabou voltando ao Brasil para terminar os Estudos e, no começo de 2009, fez seus primeiros desfiles.

Mais uma vez o destino estava traçado. Foi para Paris fazer casting. Sem saber direito a importância da grife, pulou o de Dior. "Minha agente ficou louca da vida e ligou para a marca para ver se dava tempo." Deu. Foi num dia que não tinha mais concorrente algum e acabou fechando exclusividade com a grife famosa e com a marca própria do estilista da Dior Homme, Kriss Van Asshe. Fez três entradas no da Dior: abriu, fechou e ainda uma no meio.

Confira algumas ideias de Thiago sobre a carreira e a vida.

"Meu primeiro cachê dei para minha mãe. Não vou falar quanto foi, mas deu para fazer umas reformas em casa que estava precisando"

"Uma coisa que curto no Brasil é um lugar que eu chamo de ilha secreta. Fica ao lado da Ilha Porchat, em São Vicente. Meu avô é de lá e sempre me levava quando era pequeno. Hoje, quando estou em Santos, vou lá mesmo sozinho, fico umas três horas, pensando relaxando. É meu esconderijo."

"Hoje digo que moro no Planeta Terra. Não tenho mais residência fixa. Em 2009 passei apenas quatro meses no Brasil, mas não de forma contínua. Minha vida é Estados Unidos, Paris, Brasil..."

"Faço curso on-line pela BFV (Bolsa de Valores Imobilíários) para aprender investir na bolsa. Quero fazer uma faculdade dessa área para saber como aplicar meu dinheiro. Modelo pode ganhar muito e se isso acontecer comigo, não quer gastar tudo."

"Goste de comer arroz, feijão e bife. Nem sempre dá. Quando cozinho, peço dicas pro meu pai, que cozinha muito. Eler me ensinou, por exemplo, a não colocar toda a água no arroz de uma vez, para ir provando até chegar no ponto."

"A última coisa que comprei foi um videogame da Playstation."

"Adoro música, curto eletrônica e bossa-nova."

"Nos Estados Unidos, a gente ganha muita roupa quando desfila, por isso nem penso em comprar tanto. E não ligo muito para marca na hora, se gostei, compro mesmo sem ser famosa."

"Não compro perfume, uso da minha mãe, de frutas da Natura, e do meu tio, da Calvin Klein. Acho que um dia vou comprar o da Calvin Klein."