Caetano Veloso interpreta canção-protesto em último show de turnê

Jornal do Brasil

WASHINGTON - Caetano Veloso encerrou na noite de terça-feira, em Miami, a turnê americana para o lançamento de seu mais recente trabalho gravado com a Banda Cê, Zii e zie. O disco inclui um forte apelo ao governo americano para que a base de Guantánamo, em Cuba, seja fechada. A música Base de Guantánamo, quase falada pelo artista, é guiada por um golpe permanente de percussão e foi acompanhada por imagens de Cuba. Apesar de o assunto ser considerado delicado em Miami, Caetano não se furtou a entoar a canção que exorta os Estados Unidos a levarem em conta sua base militar enquanto exigem que os Direitos Humanos em solo cubano sejam respeitados.

Em seu último disco, Caetano transita por um som experimental que denomina transamba , que une samba e rock, e ao qual acrescenta distorções, dissonâncias e ruídos que surpreendem aqueles acostumados à voz suave e às melodias tranquilas do músico baiano.

Zii e zie, álbum que ganhou um Grammy Latino em novembro, foi lançado nos Estados Unidos este mês e Caetano o apresentou nos últimos dias em Nova York, Washington, Boston, Los Angeles e San Francisco. O show em Miami marca o fim da turnê, que começou no ano passado no Brasil e seguiu por América Latina e Europa.

A prisão de Guantánamo, que o governo de Barack Obama disse que fecharia, aloja mais de 200 detentos suspeitos de terrorismo, sem acesso a advogados e que não foram julgados, uma situação que gera questionamentos em todo o mundo por parte de organizações de Direitos Humanos.