''Ele era um cara polêmico", diz Supla sobre Malcolm McLaren

Portal Terra

SÃO PAULO - Pego de surpresa com a notícia da morte de Malcolm McLaren, o cantor Supla ficou mudo por alguns segundos, antes de comentar sobre a perda. O empresário famoso por ter criado o Sex Pistols morreu na manhã desta quinta-feira (8), aos 64 anos, em decorrência de um câncer, em Nova York.

"Ele era um cara bem polêmico", afirma o roqueiro brasileiro, que chegou a conhecer a ex-mulher do empresário, a estilista Vivienne Westwood, em uma visita dela ao Brasil.

"Era engraçado ver as brigas dele com o Johnny Rotten", lembra Supla, sobre as freqüentes discussões do ex-empresário com o vocalista e líder dos Sex Pistols. "O Johnny ficava reclamando, mas o que o Malcolm fez com o Pistols em um ano valeu a vida toda dele", justifica.

Supla ainda lembra da amizade que Malcolm tinha com o também empresário Bernard Rhodes desde a adolescência. "Foi ele quem encontrou o Johnny Rotten na rua e levou para a loja do Malcolm", diz. O mesmo Rhodes foi quem batizou a banda que Supla tem com o irmão João Suplicy, Brothers of Brazil.

Malcolm também era músico, com uma discografia de 16 álbuns. Embora não conheça muito sobre a carreira dele, Supla indica a música Paris Paris, que contou com os vocais da atriz Catherine Deneuve.

O corpo de Malcolm McLaren será enviado a Londres, para a realização do enterro no cemitério de Highgate, de acordo com as informações dadas por seu porta-voz, Les Molloy, ao jornal inglês The Independent.