Festival de Cinema de Las Palmas premia filme de Brillante Mendoza

André Costa, JB Online

DA REDAÇÃO - O filme Lola, do diretor filipino Brillante Mendoza, ganhou o Lady Harimaguada de ouro, prêmio principal do Festival de Cinema de Las Palmas, nas Ilhas Canárias.

O presidente do júri internacional do festival, Francesco Maselli, explicou que a decisão foi unânime e definiu a película, sobre duas senhoras que lidam com as consequências de um crime que envolve seus netos, como "uma maravilhosa metáfora sobre o que guardamos dentro de nós". A obra também recebeu o prêmio de melhor fotografia, realizada por Odyssey Flores, e de interpretação, dividido entre as atrizes Anita Linda e Rústica Carpio.

Domenec Font, também membro do júri, declarou que a obra marca uma direção no cinema contemporâneo por sua estética e linguagem quase etnográfica da realidade das Filipinas.

Irene, de Alain Cavalier, ganhou o prêmio de prata, enquanta La Donation, de Bernard Émond, recebeu a menção especial do júri e o prêmio do público. O prêmio de melhor ator foi para Lee Sun-kyun, por sua interpretação no filme sul coreano Paju e o de melhor curtametragem foi dividido entre En el insomnio, do espanhol José Ángel Alayon, e Rita, de Fabio Grassadonia e Antonia Piazza, da Itália.