Sofisticação feita de geometria vibrante

Agência AFP

PARIS - Intrépidos exploradores, pioneiros no Ártico e mamíferos polares foram algumas das inspirações do estilista português Felipe Oliveira Baptista, que apresentou nesta quarta-feira sua coleção outono-inverno, no segundo dia da Semana de Moda de Paris. Vestidos de desenhos geométricos em tecidos com cores vibrantes; casacos e jaquetas com aplicações em pele, acompanhados de capuzes e de altas botas envolvidas em tiras que flutuam ao andar: o desfile do criador português propôs um modo de se vestir refinado, harmonioso, sofisticado e contemporâneo.

Busquei voltar ao essencial para desenhar um guarda-roupa multifuncional, com vestidos que podem se adaptar a qualquer situação explicou o estilista português, de 35 anos.

Pioneiros e exploradores

No camarim onde as modelos tiravam suas criações e colocavam roupas informais, o jovem estilista reafirmou que, para desenhar sua coleção, o universo de seu imaginário estava cheio de pioneiros em áreas desconhecidas e exploradores em busca de novas fronteiras, de uma nova liberdade , além de paisagens desérticas, grandes mamíferos polares e movimentos fluidos como nas coreografias de Pina Bausch .

Enquanto dava entrevistas e era cumprimentado por amigos e admiradores, Batista um mestre em acentuar os volumes e o movimento de suas criações com cores que contrastam e aplicações em tecidos diferentes amparava seus dois filho, que se agarravam em suas pernas.

Não os vejo há 10 dias disse o estilista, celebrando com champagne o êxito do desfile.

A Semana de Moda de Paris segue até a próxima quarta-feira, com desfiles de grifes como Dior, YSL, Chanel, Valentino e Givenchy.