Mundo precisa de mais líderes como Mandela, diz Clint Eastwood

Agência ANSA

JOHANNESBURGO - Ao falar sobre sua mais recente produção, 'Invictus', que retrata parte da vida de Nelson Mandela, o ator e diretor Clint Eastwood disse que o mundo precisa de mais líderes como o ex-presidente sul-africano.

- Hoje, precisamos de líderes como ele, que se empenham para fazer o melhor. Espero que este filme seja uma fonte de inspiração para as pessoas. Procurei apresentar Nelson Mandela com seus conflitos internos - disse Eastwood em entrevista a uma revista italiana.

"Invictus" é baseado no livro "Conquistando o inimigo", de John Carlin, e retrata o período em que Nelson Mandela (vivido por Morgan Freeman) sai da prisão, em 1990, até se tornar presidente da África do Sul, em 1994. Este é o 32º filme dirigido por Clint Eastwood.

Ainda na entrevista, o cineasta foi questionado sobre qual seria o seu segredo para manter a forma ao longo destes quase 80 anos de vida.

- O segredo da longevidade consiste em mudar constantemente, buscar novos desafios para serem superados - explicou.

- A genética também me ajudou. Minha mãe morreu aos 97, e meu pai sempre disse que trabalhar e se empenhar ajudam a manter-se jovem, a conservar a mente ativa - completou Eastwood, que em maio fará 80 anos.

Além de Freeman, a produção traz ainda Matt Damon no papel de François Pienaar, jogador de rúgbi, que se tornará o principal parceiro de Mandela.