Marília Martins estreia "Meu nome é M" no Teatro Ipanema

JB Online

RIO - Os Cênicos Cia. de Teatro traz novidades: na comédia Meu nome é M Marília Martins deixa a direção do grupo (fundado em 2000) para representar M, uma atriz, que chega uma hora antes do espetáculo começar e divide situações e personagens de seu próprio dia-a-dia com a platéia do teatro. Outra inovação é Ribamar Ribeiro, que já participou como ator da companhia, e agora foi convidado à direção. O texto é baseado em entrevistas gravadas com a atriz Depois de horas de bate-papo, Luciana (Guerra Malta) escreveu uma ficção inspirada na minha história. Mas foi só inspiração, o que está no palco é pura ficção , Explica Marília. O espetáculo estreia dia 22 de janeiro, às 21h, no Teatro Cândido Mendes. Ensaios abertos dias 15, 16 e 17 a preços populares.

'Meu nome é M' representa a metáfora da não-peça, o anterior à peça. M compartilha sua própria vida com o público, que se transforma em cúmplice da personagem. M é atropelada por lembranças de casos amorosos hilariantes, telefonemas loucos do ex-marido e recordações de sua experiência no teatro, por exemplo, quando representou uma ameba e seu alterego , conta Marília, às gargalhadas.

Pela primeira vez o grupo chama um diretor de fora, e Ribamar foi o escolhido: Já fiz aula com Marília, fui dirigido e agora inverto os papeis. A gente se conhece muito, tem o mesmo humor e admiração mútua. Isso facilita muito as coisas , explica Ribamar, jovem diretor que acumula 30 prêmios em Festivais por todo o Brasil.

Comédia de cotidiano

Na peça, Marília Martins - que já trabalhou com renomados diretores como Ana Kfouri (integrou a Cia. Teatral do Movimento por 13 anos), Moacyr Góes, Gilberto Gawronski, Luiz Furlanetto e com a diretora italiana Sílvia Pasello interpreta M, uma mulher contemporânea, multiuso, que se desdobra em mil para cumprir as funções do dia-a-dia. Uma atriz em seus bastidores, revelando suas angústias e alegrias; ora transforma-se em personagens já vividos por ela, ora atende um telefona do seu ex-marido, pai de seu filho, cobrando a gasolina do trajeto escola-casa. Uma sátira à própria vida.

Os Cênicos Cia. de Teatro

A companhia completará 10 anos este ano. Ao longo desses anos, a companhia criou espetáculos como Explícito na Casa da Matriz e Festival de Teatro de Curitiba; NU no Espaço Sesc e na Fundição Progresso; As Pulgas no Teatro do Jockey, 1440 MIN no Sesc-Tijuca; e a performance Inumano no Espaço Cultural Sérgio Porto e na Sala Baden Powell, todos com direção de Marília Martins.

SERVIÇO:

Peça teatral: Meu nome é M

Local: teatro Cândido Mendes R. Joana Angélica, 63, Ipanema

Tel: 2267-7295

Estréia: 22 de janeiro, sexta-feira, às 21h

Temporada: 22 de janeiro a 11 de abril

Dias: de sexta a domingo

Horário: sextas e sábados às 21h e domingos às 20h

Ingressos: R$ 40,00

Classificação etária: 14 anos

Duração: 60 minutos