"Queremos saber por que perdemos nosso bebê", diz marido de Brittany

Portal Terra

SÃO PAULO - Simon Monjack, marido da atriz Brittany Murphy, morta no domingo (20), disse à revista People que são falsos os boatos de que sua mulher teve uma overdose e que sofria de distúrbios alimentares. "Esses rumores de que ela era anoréxica são uma loucura. Ela era magra, mas esse era seu físico natural", afirmou.

"Isso é o que está nos matando. Como foi que aconteceu? A mãe dela, eu e a família queremos saber por que perdemos nosso bebê", acrescentou.

O marido de Brittany também explicou na entrevista por que foi contra a realização da autópsia no corpo da atriz inicialmente. "Minha reação inicial à autópsia era de que eles iriam abri-la. Eu não poderia suportar isso. Isso magoaria sua mãe. Mas nós percebemos que era a única forma de saber o que aconteceu. Estou muito ansioso pelo resultado", falou.

Ele disse também que sua mulher sofria de problemas no coração, mas nada grave. Tratava-se de um prolapso da válvula mitral, que geralmente causa fadiga, vertigem e batimentos irregulares. Segundo ele, ela não tomava medicamentos para tratar da doença.

Simon Monjack disse que no sábado (19), Brittany estava de repouso por conta de uma laringite, da qual a atriz estava tratando com chá, limão e gengibre. "Ela só tomou remédios herbais, nada que pudesse colocar sua vida em risco. Havia remédios prescritos na casa, mas apenas para cólicas menstruais e xarope para tosse".

Brittany Murphy morreu na manhã desse domingo (20) após uma parada cardíaca. A atriz tinha 32 anos e foi encontrada por sua mãe desacordada no chuveiro por volta das 8h (horário de Los Angeles). A atriz chegou a ser socorrida pelos paramédicos e levada ao hospital Cedars-Sinai, mas morreu às 10h.

Uma fonte ligada à família contou ao site especializado em celebridades TMZ que a atriz teria dito que estava se sentindo mal e que teria vomitado bastante antes de morrer. Brittany estaria tomando remédios prescritos contra sintomas de gripe. Na casa da atriz foram encontradas receitas médicas para ela, seu marido Simon Monjack e sua mãe, disse a fonte.

A polícia de Los Angeles informou que não foram encontradas substâncias ilegais na casa, mas confirmou que a atriz estava sendo medicada com remédios prescritos. A necropsia no corpo deverá ser realizada no início desta semana. O marido da atriz teria procurado os médicos responsáveis pelo hospital Cedars-Sinai para dizer que não quer que uma necropsia seja feita, mesmo assim a polícia deverá realizar o procedimento.