Pitty estreia turnê de 'Chiaroscuro' em SP

Osmar Portilho, Portal Terra

SÃO PAULO - Em show realizado nesta quinta-feira, a cantora baiana Pitty apresentou pela primeira vez em São Paulo, no Citibank Hall, a turnê baseada em seu álbum mais recente, Chiaroscuro. Além de incluir boa parte das canções do novo disco, a cantora "desenterrou" alguns hits que marcaram sua carreira.

Com a casa lotada, a cantora baiana, acompanhada de Duda (bateria), Martin (guitarra) e Joe (baixo), abriu a sua apresentação da mesma forma que abre o disco: com a música 8 ou 80, marcada por precisos riffs de guitarra. Para emendar com a nova canção, Pitty toca Memórias, cantada em coro pelo público.

Durante a execução do sucesso, a banda fez uma das várias jams que marcaram a apresentação. Nesta parte do show, a baiana aproveitou para cantar um trecho de Glory Box, do Portishead.

Tamanha empolgação do público com a escolha de um repertório tão intenso de início deixou a cantora surpresa.

- Foi uma das melhores entradas no palco de todos os tempos. Fiquei até nervosa - afirmou.

Daí em diante, a banda intercalou canções do disco mais recente com sucessos antigos como Na Sua Estante, Equalize, Déja Vu, Pulsos e Máscara. Entre as faixas de Chiaroscuro, foram executadas Trapézio, Desconstruindo Amélia, Rato na Roda e Me Adora, esta última, o primeiro single do disco, que causou furor entre os fãs da cantora e foi cantada em alto e bom plateia.

Destaque da noite ficou com Martin. Inspirado, o guitarrista abusou dos solos, principalmente durante os improvisos, e não hesitou ao mudar os arranjos das canções com riffs elaborados e diferentes dos registrados em estúdio.

Falando sobre o novo CD, Pitty afirmou ao público sobre um certo receio que teve com o lançamento.

- A gente ficou quatro anos sem gravar porque estivemos ocupados. Muita gente falou da mudança de som como se fosse uma coisa ruim. Foi preciso coragem - disse.

Chiaroscuro foi produzido por Rafael Ramos, que esteve no Citibank Hall para acompanhar a apresentação. Ricardo Spencer, diretor de clipes, inclusive Me Adora, também marcou presença. Já Daniel Weksler, baterista do NX Zero e namorado da cantora, estava no Rio de Janeiro com a banda e acabou chegando ao local quando o show já havia começado.