Cantora britânica Leona Lewis é agredida em sessão de autógrafos

REUTERS

LONDRES - A cantora britânica Leona Lewis foi agredida na quarta-feira em Londres quando autografava exemplares de sua autobiografia, informaram a polícia e a livraria onde ocorreu a sessão de autógrafos.

Vencedora do programa de talentos da TV britânica "The X Factor", Lewis, que desde então vem liderando as paradas em todo o mundo, estava autografando exemplares de seu livro "Dreams" na livraria Waterstone's em Piccadilly Circus, região central de Londres, quando foi atacada.

- Podemos confirmar que ocorreu um incidente na sessão de autógrafos de Leona Lewis - disse um porta-voz da livraria.

- O evento foi suspenso imediatamente pelos guardas de segurança presentes, e a polícia está interrogando o homem envolvido - acrescentou.

A polícia disse que prendeu um homem de 29 anos por suspeita de agressão, que causou dano físico real.

Lewis, cujo álbum de estreia entrou nas paradas americanas como nº 1 em 2008 - a primeira artista britânica a realizar essa proeza - ficou abalada com o incidente, mas não precisou ser levada ao hospital, segundo seu porta-voz.