Vendas de Michael Jackson chegam a nove milhões após sua morte

Portal Terra

LOS ANGELES - Não interessa se são CDs, DVDs, arquivos de MP3, produtos de merchandising ou outras mídias. Os fãs já renderam milhões para os cofres dos herdeiros do maior ícone da música pop, Michael Jackson. Segundo informações publicadas no jornal Los Angeles Times, depois da morte do cantor, ocorrida no dia 25 de junho, cerca de 9 milhões de discos dele foram vendidos em todo o mundo, fato que o levou de volta às paradas de sucesso nos EUA, França, Alemanha, Austrália e Reino Unido.

Além das vendas dos títulos próprios, o espólio de Jackson também fatura cerca de R$ 129,5 milhões por ano ligados aos 50% dos direitos das canções dos Beatles que Michael detinha. A estimativa do mercado é que descontadas as notórias dívidas do cantor, os herdeiros poderão receber ainda cerca de US$ 200 milhões (cerca de R$ 385 milhões). Patrimônio que até o dia 3 de agosto, quando o caso será novamente avaliado pela justiça americana, segue sob a administração do advogado John Branca e do executivo de gravadora Sony John McClain citados no testamento deixado por Michael.