Polícia teria recolhido sacos com remédios na casa de Michael Jackson

Portal Terra

LOS ANGELES - A polícia de Los Angeles teria recolhido vários sacos de remédios prescritos da casa de Michael Jackson na tarde desta sexta-feira (26), segundo informações da revista Life & Style.

O advogado da família Jackson, Brian Oxman, disse que vai fazer uma lista dos médicos que atenderam Michael nos últimos meses. "Os policiais estavam procurando por remédios injetáveis e seringas. Eu não sei se ele encontrou seringas, mas tinham vários injetáveis", conta.

Oxman afirmou que vai ajudar a polícia nas investigações. "Eu vou esperar que o exame toxicológico chegue. Se essa morte estiver relacionada ao abuso de remédios, eu vou denunciar os médicos que o atenderam", avisa.

Na entrevista, ele disse ainda que a família de Jackson está totalmente "devastada" pela morte. "Eles nem conseguiam falar uns com os outros no hospital. Era um silêncio absoluto, só ficavam de mãos dadas."

Adeus ao rei do pop

Os rumores sobre a morte de Michael Jackson começaram a aparecer por volta das 13h (horário de Los Angeles), 17h em Brasília, da última quinta, 25 de julho, quando uma ambulância foi chamada para socorrer o cantor em sua casa, no bairro de Bel Air. Momentos depois da chegada de Jackson ao UCLA Medical Center, o site de celebridades TMZ publicou a notícia de que o cantor havia morrido. Em seguida, o jornal Los Angeles Time confirmou a informação. A morte de Jackson só foi oficialmente divulgada por volta das 15h (19h em Brasília), quando o Instituto Médico Legal da cidade confirmou a morte do ídolo pop. O tenente Fred Corral, porta-voz do IML local, disse à rede de televisão CNN que Jackson foi declarado morto às 14h26 (18h26 em Brasília).