Michael Jackson era um "artista espetacular", diz Obama

REUTERS

DA REDAÇÃO - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta sexta-feira que Michael Jackson, o Rei do Pop que morreu inesperadamente na quinta-feira, era um "artista espetacular" e um ícone musical, disse o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, nesta sexta-feira.

Gibbs disse ainda que Obama acredita que alguns aspectos da vida de Jackson foram "tristes e trágicos" e ofereceu suas condolências à família do cantor.

Adeus ao rei do pop

Os rumores sobre a morte de Michael Jackson começaram a aparecer por volta das 13h (horário de Los Angeles), 17h em Brasília, da última quinta, 25 de julho, quando uma ambulância foi chamada para socorrer o cantor em sua casa, no bairro de Bel Air. Momentos depois da chegada de Jackson ao UCLA Medical Center, o site de celebridades TMZ publicou a notícia de que o cantor havia morrido. Em seguida, o jornal Los Angeles Time confirmou a informação. A morte de Jackson só foi oficialmente divulgada por volta das 15h (19h em Brasília), quando o Instituto Médico Legal da cidade confirmou a morte do ídolo pop. O tenente Fred Corral, porta-voz do IML local, disse à rede de televisão CNN que Jackson foi declarado morto às 14h26 (18h26 em Brasília).