Atividades paralelas animam a Flip

JB Online

RIO - Na quinta de manhã, quando a primeira mesa da 7ª Flip for aberta Novos traços , com os quadrinistas Rafael Coutinho, Fábio Moon, Gabriel Bá e Rafael Grampá grande parte do público estará do lado de fora. Afinal, os ingressos para as atrações da programação principal, como de praxe nos últimos anos, já estão esgotados. E a organização ainda não confirmou se tíquetes extras serão vendidos. Seja como for, estima-se que 20 mil turistas tenham passado pela cidade na edição passada da festa um número muito superior à lotação da Tenda dos Autores. Para essa verdadeira multidão, a festa acontece mesmo é nas ruas em pé de moleque, e nos inúmeros casarões históricos que abrigam as atividades paralelas ao evento central.

Pois esta programação alternativa exibe nomes de peso. Pela Casa da Cultura (que este ano recebe e nomeia a antiga Flip Etc), por exemplo, passam algumas das atrações principais da festa: na sexta, o franco-afegão Atiq Rahimi participa de debate sobre a produção de roteiros; e, no sábado, Milton Hatoum fala sobre Euclides da Cunha. Outros nomes internacionais se apresentam por lá: os escritores franceses David Foenkinos e Ollivier Pourriol, o jornalista americano Jon Lee Anderson e o angolano Ondjaki.

Uma novidade é o espaço destinado a adolescentes: a FlipZona. Terá oficinas, bate-papos e exibições de filmes, como uma espécie de Flipinha para os mais altinhos. Esta, aliás, apresenta-se este ano com nomes dignos da programação principal: Carlos Heitor Cony, por exemplo, é um dos autores a participar de suas atividades que, como se sabe, costumam deixar as ruas de Paraty ainda mais coloridas.

Casa Jornal do Brasil

Além disso, pelo segundo ano consecutivo, a Casa Jornal do Brasil estará aberta gratuitamente ao público, com exposições, palestras, leituras e lançamentos de livros. Na mostra A França no Jornal do Brasil serão expostas 50 fotografias de personalidades francesas, clicadas pelos fotógrafos do jornal desde 1959. Entre outras atrações, na sexta, às 15h, o jornalista Jean-Pierre Langelier, do periódico francês Le Monde, fala sobre A visão francesa de imprensa ; no mesmo dia, às 19h, o pesquisador Edson Nery da Fonseca lança livro sobre Manuel Bandeira. No sábado, é a vez do cirurgião Ivo Pitanguy palestrar sobre A visão francesa de beleza e felicidade . A casa funcionará de quarta-feira a domingo, na Rua Samuel Costa, 18.

E a Off Flip, outra programação paralela já tradicional, apresenta uma gama de atividades ainda mais intensa que a do ano passado. A agenda completa está em www.offflip.paraty.com.