Justiça ordena dois homens a manter distância de Britney Spears

REUTERS

LOS ANGELES - Uma juíza ordenou na terça-feira que Sam Lutfi, que se declarava empresário de Britney Spears, fique longe da pop star por três anos, após o pai da cantora ter acusado Lufti de tentar arruinar a vida tutelar de Britney. A juíza Aviva Bobb, da Corte Superior de Los Angeles, também emitiu a mesma ordem ao advogado Jon Eardley, que se apresentava como advogado de Britney Spears.