Prêmio Shell celebra Ida Gomes

Jornal do Brasil

RIO - O espetáculo Inveja dos anjos e o musical A noviça rebelde são os grandes favoritos da cerimônia de entrega do Prêmio Shell 2008 de Teatro, nesta terça-feira, no Oi Casa Grande, no Leblon. A premiação terá como homenageada pela contribuição ao teatro brasileiro a atriz Ida Gomes, que morreu em fevereiro, após completar 65 anos de carreira.

A 21ª edição da festa será apresentada pela atriz Beth Goulart, que ganhou o prêmio em 2001, pela interpretação no espetáculo Decadência. Os vencedores de cada quesito receberão uma escultura em metal do artista plástico Domenico Calabroni, com a forma de uma concha dourada, inspirada na logomarca da Shell, e uma premiação individual de R$ 8 mil.

Com o maior número de indicações acumuladas, Inveja dos anjos concorre em cinco categorias: os autores Paulo de Moraes e Maurício Arruda de Mendonça disputam na categoria Autor. Moraes concorre ainda a Cenário, elaborado com Carla Berri, e Direção. A peça concorre também aos troféus de Atriz (Patrícia Selonk) e Iluminação (Maneco Quinderé).

A noviça rebelde, um dos maiores sucessos de público da temporada teatral do ano passado, concorre em quatro categorias: Ator (Fernando Eiras), Cenário (Rogério Falcão), Figurino (Rita Murtinho), além dos diretores do espetáculo, Charles Möeller e Claudio Botelho, na Categoria Especial pela contribuição à cena musical carioca.

No quesito Interpretação Masculina, foram indicados os atores Leonardo Franco (Traição), Rodrigo Pandolfo (Cine-teatro limite) e Sergio Britto (A última gravação de Krapp e Ato sem palavras I). Na categoria Feminina, além de Patrícia Selonk, Gláucia Rodrigues (O santo e a porca) e Susanna Kruger (Casa de Laura) compõem a lista.

Cine-teatro limite concorre ainda nas categorias Autor (Pedro Brício), Figurino (Rui Cortez) e Iluminação (Tomás Ribas). Na Direção, disputam Ivan Sugahara (Memória afetiva de um amor esquecido), João Fonseca (A falecida), Pedro Vasconcelos (Dona Flor e seus dois maridos), Ary Coslov (Traição) e Paulo de Moraes (Inveja dos anjos). O espetáculo É samba na veia, é Candeia disputa na categoria Autor, com Eduardo Rieche.