Idioma alemão completa 1.200 anos com exposição em museu

JB Online

RIO - Para comemorar o aniversário de 1.200 anos do idioma alemão, uma exposição de dimensões grandiosas foi instalada no Museu Histórico de Berlim. Organizada em cooperação com o Instituto Goethe e com a Casa da História, de Bonn, a mostra apresenta algumas preciosidades, como o mais antigo livro alemão, chamado Abrogans, um dicionário do século 8 que servia para a leitura de textos bíblicos; ou o primeiro texto de de Martinho Lutero em alemão.

Além disso, há áudios com as vozes originais de escritores como o dadaísta Kurt Schwitters ou o Nobel de literatura Thomas Mann. A exposição é encarada como um indício do movimento que tem crescido no país em prol da defesa da língua. Afinal, o alemão nunca dispôs de um órgão central de controle oficial, o que vem sendo reivindicado por aqueles que se sentem ameaçados por anglicismos. O idioma possui 120 milhões de falantes, 300 mil palavras e é acrescido de cerca de 1 mil termos a cada ano.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais