Em "Marley & Eu", "felizes para sempre" é o começo

REUTERS

LOS ANGELES - Em seu novo filme, Marley & Eu, Jennifer Aniston e Owen Wilson começam onde a maior parte das comédias românticas termina - com um casamento.

O filme, que estréia no dia de Natal, conta a história de John e Jenny Grogan, que passam de recém-casados preocupados com suas carreiras e pais de três crianças. Ambos os atores disseram que foi um desafio de fazer os altos e baixos do casamento parecerem tão divertidos quanto a usual comédia na qual o casal se conhece.

- Foi revigorante ler uma história sobre casamento e não a comédia romântica tradicional, com uma história mirabolante para fazer o cara conquistar a moça ou a moça conquistar o cara- disse Aniston à Reuters em uma entrevista conjunta com Wilson.

- Então, a mocinha vai embora para a Antártida. O mocinho tem de pegar um barco para ir atrás dela- brincou Wilson, satirizando a típica comédia romântica hollywoodiana.

Em Marley & Eu, dirigido por David Frankel, de O Diabo Veste Prada, as cenas de ação são protagonizadas pelo cachorro do casal, um labrador chamado Marley, a quem chamam de "o pior cachorro do mundo".

Mas o filme, baseado no best seller autobiográfico de mesmo nome, é menos sobre Marley do que sobre seus donos, os Grogans, que tentam equilibrar a família e as ambições profissionais. Ambos são jornalistas e trabalham em jornais concorrentes de Miami.

Wilson, mais conhecido pelos personagens excêntricos em comédias como Entrando Numa Fria, disse que gostou de interpretar um homem mais comum.

- Tive a chance de fazer um filme que me fazia chegar ao trabalho todos os dias e pensar: 'OK, eu posso acreditar no que estou fazendo'- disse.

Aniston ficou animada com o desempenho de Wilson, dizendo que os espectadores verão um novo lado do ator.

- Você é um comediante brilhante, mas também é extremamente profundo- disse ela ao colega.

Aniston também é conhecida pelas comédias, como a série "Friends", que durou dez temporadas, e filmes como Quero ficar com Polly.

Os dois, no entanto, afirmaram que se viram como comediantes até fazerem sucesso.

- Eu não sei como eu fui fazer um monte de comédias, porque eu nunca foi comediante nem fazia piadas na escola- disse Wilson.

- Bem-vindo ao clube, querido- replicou Aniston.

- Mesmo se eu interpretasse um Chekhov, as pessoas caíam no riso. E eu pensava: 'vocês estão rindo de quê?'- acrescentou.