China esculpe maior Papai Noel de gelo do mundo

REUTERS

HARBIN - A gélida cidade de Harbin, no norte da China, está construindo aquilo que os responsáveis dizem ser o maior Papai Noel de gelo do mundo, com 160 metros de comprimento e 24 de altura. O enorme tamanho e a temperatura excepcionalmente elevada para esta época do ano tornam o trabalho mais complicado, segundo Tang Guangjun, um dos escultores.

- Ele é ainda maior e mais alto do que o do ano passado, e mais difícil. O tempo oscila entre quente e frio, então o gelo fica muito molhado e escorregadio. É muito perigoso para nós - disse ele à Reuters TV.

Harbin, capital da província de Heilongjiang, fica quase na Sibéria e é um dos lugares mais frios da China, com temperaturas que no inverno podem cair abaixo de 35 graus celsius negativos.

Todos os anos, a cidade realiza um famoso festival do gelo. Mas os efeitos do aquecimento global estão afetando a festa, pois a neve e o gelo se derretem mais rapidamente do que no passado.Os organizadores disseram que foram obrigados a fabricar neve artificialmente para a escultura do Papai Noel.

Mesmo assim, a escultura atrai milhares de turistas de todo o país, que querem aproveitar o 'Natal branco' apesar da preocupação com a economia. Muitos afirmam, aliás, que o turismo pode ser o antídoto contra a crise.

- Pode estimular a economia e o consumo. Quando as pessoas se sentirem melhor, vão querer gastar mais, e isso vai resgatar a economia da cidade e até do país - disse o turista pequinês Li Qingsheng.

As autoridades de Harbin estão otimistas com o fluxo de visitantes durante o inverno. Estima-se que 800 mil turistas, sendo 90 por cento chineses, passem pelo festival, segundo Jia Yan, diretor do departamento turístico local.

A tradicional festividade vai de meados de dezembro até o começo de fevereiro.