Embaixada do Brasil em Washington promove mostra de cinema

JB Online

RIO - A Embaixada do Brasil em Washington, capital dos EUA, em colaboração com o Festival do Rio, apresenta a segunda edição do festival anual Brazilian Film Week Premiere Brazil Washington, de 13 a 16 de novembro, com sessões gratuitas de produções nacionais abertas ao público.

O festival leva à capital americana uma seleção de filmes inéditos na cidade, apresentando no Greenberg Theater da American University a diversidade do cinema brasileiro.

O evento mantém a marca de exibir a grande variedade do cinema brasileiro com longas e curtas, e incluindo nesta edição uma produção para crianças. O público terá a oportunidade de encontrar atores, atrizes e diretores brasileiros, que vão à Washington para apresentar suas produções e falar de suas experiências com o cinema.

A edição de 2008 do Brazilian Film Week / Premiere Brazil Washington apresenta filmes inéditos na capital americana como Noel Poeta Da Vila (The Samba Poet), de Ricardo van Steen, e Falsa Loura (Fake Blond), do diretor Carlos Reichenbach; O Signo Da Cidade (Sign of the City), primeira direção do ator Carlos Alberto Ricelli, com Bruna Lombardi no papel principal e no roteiro; Jogo De Cena (Playing), do documentarista Eduardo Coutinho, Iluminados (Enlightened), o documentário de Cristina Leal que homenageia os grandes nomes da fotografia de cinema no Brasil e Sem Controle (No Control), o filme de estréia de Cris D'Amato, que encerra o evento.

Completando a programação de longas, as crianças poderão assistir a versão para o cinema do conhecido programa brasileiro, Castelo Rá-Tim-Bum (Castle Rá-Tim-Bum), primeiro filme de Cao Hamburger.

A força do curta brasileiro está também amplamente representada em seis produções da nova safra, recentemente apresentados no Festival do Rio. O que há de ficar (Things to Remain), de Felipe Continentino, com Maria Flor; La Dolorosa,/i>, de Odilon Rocha, com Debora Falabella; Domingo de Páscoa (Easter Sunday), uma das muitas histórias do Rio, dirigido por Pedro Amorim; Dreznica, de Anna Fonseca; Se Não Fosse o Onofre (Thanks, Onofre), primeira incursão na direção da atriz Erika Mader; e Mãe (Mother), de Luis Antonio Pereira.

Todos os longas serão acompanhados de um curta e nos intervalos entre sessões, o público vai conhecer ainda o pão de queijo brasileiro enquanto conversa com os convidados presentes.

A edição de 2007 atraiu o interesse de mais de 2.000 espectadores de Washington D.C, Maryland e Virginia. A Embaixada do Brasil acredita que este ano o número poderá ser superado.