Chefe do selo Def Jam comete suicídio nos Estados Unidos

Ricardo Schott, JB Online

RIO - O executivo do selo de hip hop Def Jam, Shakir Stewart, cometeu suicídio neste sábado, em Atlanta, Estados Unidos. De acord com o US Reports, ele foi encontrado morto com um tiro.

O selo enviou à imprensa um comunicado "L.A. Reid e todos nós da Island Def Jam Music Group estamos profundamente tristes com a morte do nosso querido amigo Shakir Stewart. Ele era um cara fantástico em todos os sentidos que a palavra pode ganhar. Um amigo incrível e um pai para os empregados e artistas da gravadora, uma inspiração para sua família e para todos os que tiveram a sorte de tê-lo como amigo. Nossos pêsames e orações para sua família neste momento difícil".

O californiano Stewart sucedeu o rapper Jay-Z no topo do selo em junho, também acumulando cargos de chefia e de direção artística na união do selo com a gravadora Island. Levou ao selo artistas como Rick Ross, Young Jeezy e Karina Pasian. Antes mesmo de ganhar fama como promotor de concertos de rap, a Billboard já o definia como "o cara que frequenta sete clubes por noite, sete vezes por semana".

O executivo disse, certa vez que, ao começar na carreira, viveu um momento ótimo para desenvolver "jovens executivos, de 21, 22 anos que têm paixão séria por música e desejo de trabalhar 27 horas por dia, como eu era naquela época. Não vejo muita gente assim, vejo muitos garotos que querem viver o estilo de vida de um excutivo, mas sem trabalhar o suficiente para isso"

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais