Mostra de São Paulo termina nesta quinta e anuncia vencedores

JB Online

RIO - A 32ª Mostra internacional de cinema de São Paulo terminou nesta quinta-feira com a presença ilustre do ator Benicio Del Toro, que veio ao país para lançar Che, seu novo filme em que interpreta o guerrilheiro Ernesto 'Che' Guevara.

Os vencedores da Mostra já foram anunciados e tudo indica que o longa-metragem Apenas o fim, do estreante diretor Matheus Souza, de apenas 20 anos, realmente conquistou o público brasileiro: depois de ganhar o prêmio de melhor longa-metragem de ficção pelo júri popular no festival do Rio no início de outubro, o filme recebeu o mesmo prêmio na mostra paulistana.

O melhor longa-metragem de ficção, eleito pela crítica, foi Aquele querido mês de agosto, de Miguel Gomes.

O público elegeu na categoria de Melhor Documentário o filme Loki - Arnaldo Baptista, que conta a história do roqueiro. Como melhor longa-metragem de ficção internacional, o escolhido foi Jodhaa Akbar, de Ashutosh Gowariker, como melhor documentário estrangeiro o vencedor foi Youssou Ndour: I bring what I love, de Elizabeth Chai Vasarhelyi.

Na esfera internacional da Mostra, o júri selecionado premiou como melhor filme The stranger in me, de Emily Atef. A atriz Susanne Wolff recebeu o prêmio da categoria por sua interpretação no filme.

Del Toro interpreta um Che obstinado em cinebiografia

por Bolivar Torres

Encarnar o lendário Che Guevara era um sonho antigo do ator costa-riquenho Benicio Del Toro. Foram sete anos estudando a fundo a vida do personagem, junto com o diretor Steven Soderbergh. O esforço resultou em Che, épico de quatro horas de duração que retrata o período guerrilheiro do revolucionário argentino sua luta contra as ditaduras cubana e boliviana e que rendeu a Del Toro o prêmio de Melhor Ator no Festival de Cannes.

Em São Paulo para a Mostra de Cinema, o ator explica o longo processo de realização do longa, que estréia em fevereiro no Brasil.

Quando diziam que era impossível fazer um filme sobre o Che, eu respondia: Vamos fazer conta, em entrevista exclusiva ao Jornal do Brasil.

Foi preciso uma ampla pesquisa, que nos levou a varias partes do mundo em busca de pessoas que haviam tido contato com Che. Era importante compreender a época em que ele viveu, que foram anos diferentes, e muito violentos. Queria entender o homem por trás da imagem e a coisa que mais me impressionava nele era a sua obstinação.

Mosquitos não eram fáceis

A falta de tempo foi um dos principais problemas das filmagens. Com o auxílio de guerrilheiros que viveram a época, a equipe também venceu a dificuldade em rodar nas selvas cubanas e bolivianas.

Rodamos em muito menos tempo do que o normal. Fisicamente foi difícil enfrentar a selva, mas você se acostuma. Os mosquitos não eram fáceis. Vendo o material pronto, no entanto, fiquei feliz. Era o filme possível dentro das circunstâncias de tempo e dinheiro.

Ao contrário de muitos adolescentes, o ator não usava camisas com ao rosto de Che na juventude. O interesse veio depois, numa viagem ao México, onde descobriu um livro de cartas do guerrilheiro:

Aquele texto era uma mistura de Hemingway com Jack Kerouac. Não gosto dessa imagem de super-herói, foi o lado humano que quisemos mostrar. Viajei para a cidade natal de Che e falei com pessoas que o conheceram. Descobri que, por causa de sua asma, seus pais se mudaram para Córdoba, lugar mais seco. Era um homem cercado de amor.

Del Toro admite que nunca quis encarnar o Che real.

Tentei imitar gestos, algumas de suas poses através de fotos, mas só. Era difícil encarná-lo porque era um homem de ação, mas também um intelectual.

O prêmio em Cannes dá a Del Toro um certo favoritismo na corrida por uma estatueta do Oscar de Melhor Ator. Pode ser a segunda. A primeira ele ganhou em 2001, por Traffic. O astro, porém, não cria expectativas.

Atores são muito inseguros. Não aprendemos em livro nosso trabalho, então agimos por instinto. Por isso, é sempre bom receber um prêmio.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais