Coluna Informe Idéias traz lançamentos e dicas literárias

Alvaro Costa e Silva, Jornal do Brasil

RIO - O artista Paulo Osório Flores (1926-1957) ilustrava poemas e contos de Carlos Drummond de Andrade, Vinicius de Moraes, Manuel Bandeira, Cecilia Meireles para citar apenas alguns no Suplemento de Literatura e Arte do Correio da Manhã, entre as décadas de 40 e 50. Sua obra está reunida no livro Paulo O.F. era assim que ele assinava seus quadros que tem organização e texto do crítico André Seffrin. Com o selo da editora Calibán e da Bolsa de Arte do Rio de Janeiro, o livro terá lançamento na segunda, às 19 h, na Argumento do Leblon.

Estalo de Vieira

Quem conhece Antônio Vieira? . Com esta pergunta o historiador Clóvis Bulcão abre seu esboço biográfico acerca do homem que veio a ser chamado de o imperador da língua portuguesa . A pergunta é oportuna, não só por estarmos no ano em que se comemora o quarto centenário de nascimento de Vieira, como também por que ainda há muita confusão envolvendo vida e obra do talentoso jesuíta (sobre este ponto, não há dúvida). Editado pela José Olympio, o livro tem lançamento segunda, às 19h, na Livraria do Unibanco Arteplex, em Botafogo, com apresentação de música barroca a cargo de Maria Clara Valle (cello) e Mariana Zwarg (flauta).

Curiosidade mórbida

Em tempos de crise econômica mundial, não deixa de ser curioso que por algum motivo os americanos tenham corrido... para as livrarias. Para comprar The snowball: Warren Buffett and the business of life, a biografia do homem mais rico do mundo segundo a última apuração da revista Forbes. O livro, lançado no final de setembro, deu um salto de vendas e entrou esta semana na lista dos mais vendidos de não-ficção do New York Times. Como se sabe, Buffet ficou bilionário (US$ 63 bilhões na apuração da revista) comprando ações e moedas (entre elas o real), justamente aquilo que hoje está destruindo fortunas mundo a fora. Detalhe de microeconomia: o livro custava US$ 35 e caiu para US$ 19.

Clarice reeditada...

A Rocco prepara para dezembro o relançamento, com novo projeto gráfico, da obra completa de Clarice Lispector. Encerra bem um ano de gordas em homenagens à escritora.

...E contada

Ainda de Clarice são os textos tematizados na última sessão, quarta, do curso 'Contos em 4 tempos', no Sesc Copacabana, (Rua Domingos Ferreira, 160), com curadoria de Clarisse Fukelman. A aula será ministrada por Lucia Helena e, em seguida, a atriz Rita Elmôr fará leitura de contos.

Álbum de retratos

Palavra é o tema da quarta e última caixa da série Álbum de Retratos uma coleção de 12 livros (Editoras Folha Seca/Memória Visual) que homenagearam personagens da cultura brasileira com uma varredura no acervo pessoal de fotos de cada um deles. Nesta leva, estão Ferreira Gullar (retratado por Geraldo Carneiro), Villas-Bôas Corrêa (pelos filhos Marcelo e Marcos Sá Corrêa) e Ruy Castro (por Heloisa Seixas). O lançamento é segunda, às 20h, no Instituto Cultural Austregésilo de Athayde (Rua Cosme Velho, 599).

IHGB

O Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, que está completando 170 anos, realiza palestras abertas ao público sobre o bicentenário da chegada da corte portuguesa ao Rio de Janeiro. De terça a quinta-feira, a sede da Rua Augusto Severo, 8, na Glória, reúne historiadores, acadêmicos e estudiosos do tema, com apoio do Real Gabinete Português de Leitura e do Liceu Literário Português. Para a abertura, haverá uma conferência do professor Kenneth Light.

Contos machadianos

Gustavo Bernardo, organizador da coletânea Contos de amor e ciúme(Rocco), fala sobre Machado de Assis na Travessa do Barra Shopping, neste sábado, às 17h.

Do parecerista

Ninguém vai lançar em português o belíssimo Criaturas del aire, obra-prima de ficção do filósofo Fernando Savater, autor que acaba de ganhar (com outro texto ficcional, La hermandad de la buena suerte) o Prêmio Planeta, embolsando mais de 600 mil euros?

Lance maior

A Imago, que editou Aleluia, Gretchen e Lost Zweig, publica em novembro o roteiro do primeiro longa-metragem de Sylvio Back, Lance maior, que está completando 40 anos e será homenageado no Festival de Brasília.

Recentemente saiu em livro outro roteiro do cineasta: A guerra dos pelados (Annablume). No Brasil, esta prática não é comum, mas, no caso de Sylvio Back, está plenamente justificada pela qualidade dos trabalhos.