Radiohead fatura R$ 10 milhões com 'In rainbows' na internet

JB Online

RIO - Hoje (15 de outubro) o grupo Radiohead finalmente revelou os resultados concretos de sua pioneira iniciativa de deixar a cargo dos fãs o preço de seu último álbum, In rainbows, lançado há exatamente um ano na internet. A empresa de monitoramento de tráfego online Comscore, em comunicado oficial, aponta que 62% dos internautas que baixaram o álbum não pagaram nada pelo download (o ouvinte podia pagar quanto quisesse pelo disco). Dos 38% restantes, a maioria pagou menos de duas libras (cerca de R$ 7,40) pelo download. Apenas 4% dos dispostos a pagar deram mais de 12 libras (R$ 44,40) pelo álbum. Mesmo assim, o total arrecadado com as vendas online - antes de In rainbows chegar às lojas no formato físico superou o que o Radiohead faturou com seu penúltimo trabalho,Hail to the thief (2003). Se os números divulgados pela Comscore forem corretos, apenas com os downloads o grupo arrecadou 2 milhões e 736 mil libras (cerca de R$ 10,12 milhões).

A Warner Chappell, editora musical que controla os direitos relacionados à música online lançada pelo Radiohead, não divulgou o número final de internautas que baixaram o disco (que ficou à disposição do público no site www.inrainbows.com por três meses, a partir de 10 de outubro do ano passado). Entretanto, especula-se que apenas no primeiro mês da oferta, mais de 1.2 milhão de downloads foram efetuados. Na forma de CD, In rainbows, lançado "fisicamente" em 31 de dezembro último, já ultrapassou a marca de 1.2 milhão de cópias vendidas no mundo (além de 100 mil unidades da versão de luxo do disco, com faixas extras e material gráfico exclusivo). Jane Dyball, diretora comercial da Warner Chappell, afirmou em entrevista coletiva que o Radiohead estava pronto para cancelar o esquema "pague-quanto-quiser" na venda de In rainbows, se a arrecadação fosse baixa demais.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais