Bon Jovi critica Sarah Palin por usar suas músicas sem autorização

JB Online

RIO - O vocalista Jon Bon Jovi, líder do grupo Bon Jovi, divulgou comunicado criticando a candidata à vice presidência dos EUA, Sarah Palin, integrante do partido republicano, por utilizar a música Who Says You Can't Go Home, de sua autoria, sem autorização.

Palin, que vem causando polêmica por sua visão política conservadora (ela apóia declarar guerra a Rússia, por exemplo), tem utilizado a música durante seus comícios políticos, apesar de cantor não ter autorizado o uso de sua faixa.

Conforme publicado no site da revista inglesa NME, Jon Bon Jovi afirmou no comunicado que escreveu esta música como um agradecimento ao público que admira o grupo e que ela se tornou um hino para o estado da Nova Jersey, local de origem do cantor.

Não é a primeira vez que o partido republicano dos EUA, cujo integrante mais famoso é o atual presidente George W. Bush, mostra desrespeito pela propriedade artística alheia. Em setembro, o grupo Foo Fighters também divulgou um comunicado pedindo que John McCain, o candidato do partido à presidência, parasse de utilizar a faixa Hero, de autoria do grupo, em sua campanha política.

O grupo Heart, formado pelas cantoras Ann e Nancy Wilson, também divulgaram um pedido público para que Sarah Palin pare de utilizar Barracuda, sucesso do grupo, em seus comícios políticos.

O cantor Jackson Browne processou John McCain em agosto, depois que Running on Empty, faixa do músico, foi utilizada sem autorização em uma campanha publicitária do candidato.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais