Animação japonesa aborda guerra para celebrar a paz

Orlando Margarido, Portal Terra

VENEZA - O segundo título de animação presente no concurso oficial em Veneza oferece um espetáculo de guerra no céu para lembrar os tempos atuais de paz no mundo.

- Temos conflitos sérios no mundo, mas são localizados e não envolvem todo o planeta, como aconteceu no passado - diz o diretor japonês Mamoru Oshii.

Ele é responsável por The Sky Crawlers, um desenho para adultos, mas com personagens ainda crianças, que parece ter produzido mais debate que Ponyo on the Cleef by the Sea. Este é um pouco mais infantil na sua fantasia engajada, mas agradou a crítica italiana e o público a ponto de continuar a liderar a votação.

Já a fita de terça-feira padece de seu próprio trunfo, na medida em que oferece batalhas espetaculares no céu mas não vai além disso, chegando mesmo a aborrecer em repetições.

Na trama, os chamados "kildren", designação que une as palavras "kill" (matar, em inglês) e "children" (crianças), são pilotos de caça geneticamente modificados destinados a permanecer sempre jovens e a combater em jogos de guerra, numa espécie de game-show de TV para adultos.

A história é baseada nos quadrinhos de Hiroshi Mori. "As pessoas me perguntam se não é cruel mostrar crianças que nunca crescem e vivem nessa guerra infinita", complementou o diretor.

- Mas o mundo tem necessidade de guerras para conseguir manter a paz e é esse o fundo moral dessa fábula.