Larry Harmon, o palhaço Bozo, morre aos 83 anos

REUTERS

LOS ANGELES - Larry Harmon, o alter ego do palhaço Bozo por mais de 50 anos, morreu na quinta-feira de insuficiência cardíaca aos 83 anos, disse seu porta-voz.

Harmon, que nasceu em Ohio, nos Estados Unidos, morreu em sua casa em Los Angeles, disse o porta-voz Jerry Digney.

Harmon não era o Bozo original, mas encarnou o palhaço de cabelos vermelhos em várias aparições.

Ele comprou os direitos e a marca registrada do palhaço nos anos 1950 e foi responsável por mantê-lo na indústria do entretenimento por mais de meio século.

Desde os anos 1950, o programa "Bozo Show" foi ao ar em 183 mercados de TV, e 156 desenhos do Bozo passaram em quase todos os países do mundo. Em Chicago, o primeiro programa do Bozo foi ao ar em 1961 e manteve-se no ar até 2001.

Harmon treinou cerca de 200 atores para retratar o palhaço para vários canais de TV e franquias do programa nos Estados Unidos.

- Nós não tínhamos satélite, cartéis e redes como hoje - disse Harmon certa vez.

- Então, eu criei minha própria rede de palhaços e produções locais, uma operação nacional que me manteve na estrada 50 semanas por ano durante décadas.

Willard Scott, que mais tarde seria o homem do tempo no programa "Today" do canal norte-americano NBC, foi um dos palhaços recrutados por Harmon.

Por um tempo, Harmon também administrou um estúdio de animação em Hollywood, produzindo desenhos animados baseados nos comediantes Laurel e Hardy (o Gordo e o Magro), Popeye e Mr. Magoo.

Ele deixa mulher e cinco filhos. Bozo também teve uma versão brasileira na década de 80, interpretado por diversos atores, que fez muito sucesso no país.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais