Com produção e atuação de Gagliasso, Van Gogh é reinventado

Portal Terra

SÃO PAULO - "As mãos que estão ao redor do meu pescoço são minhas". Esta frase marca o início do último diálogo de Bruno Gagliasso interpretando Vicent Van Gogh na peça Um Certo Van Gogh, que estréia em São Paulo nesta sexta-feira. Em meio ao ensaio, os jornalistas foram chegando à sala do Teatro Folha na tarde desta quinta-feira e puderam ter uma prévia do espetáculo produzido pelo ator.

Reproduções dos quadros do pintor holandês, que se matou com um tiro em 1890, compõem o cenário em que a trama se desenrola. Além de Gagliasso, os atores Marcelo Valle, Pedro Garcia Netto e Larissa Bracher atuam na peça que mescla a história de Van Gogh com a de um artista do século 21, Timóteo, que se identifica com a vida e obra do pintor impressionista. Ambos são vividos por Bruno.

"As pessoas vem esperando encontrar uma biografia e encontram Van Gogh por outro viés, pelo olhar de um jovem. Isso aproxima a platéia da peça. A transição de um personagem para o outro (Van Gogh e Timóteo) vai ficando clara aos poucos na interpretação do Bruno", afirmou o diretor João Fonseca.

Personagens duplos e triplos

Todos os atores da peça interpretam mais de um personagem. Além de Paulo, amigo de Timotéo, Marcelo Valle também vive Gauguin, com quem Van Gogh estabeleceu uma relação de amor e ódio no século 19.

Já Pedro Garcia Netto é Tito, irmão de Timóteo, e também vive Theo, irmão do pintor holandês.

A atriz Larissa Bracher interpreta três mulheres na peça: Juliana, namorada de Tito, Nicole e Yohanna.

Máfia

A peça nasceu de uma idéia de Bruno Gagliasso que queria recriar a vida de Van Gogh no palco. O ator estudava sobre a vida do pintor e se identificou com sua história e vivência. A partir daí, Bruno encomendou o texto para Daniela Pereira de Carvalho e convidou o diretor João Fonseca para produzir a peça com ele.

Os atores e profissionais foram escolhidos por Bruno, que já trabalhou com todos, o que facilitou o entrosamento entre eles em cena.

"Somos todos amigos e convidei pessoas que sabia que poderia contar para realizar este projeto no qual trabalho há dois anos. Temos idéia até de montar uma companhia de teatro chamada Máfia com eles", contou.

Para se inspirar, Bruno Gagliasso chegou a colocar impressos com as imagens dos quadros de Van Gogh na janela de sua sala.

"É que eu gosto muito dos quadros dele e como não tinha cortina no meu apartamento, colei uns papéis com as obras impressas na janela", disse, arrancando risos dos outros atores.

A peça estréia nesta sexta-feira e fará sua primeira temporada fixa, após ter passado por várias cidades do Brasil.

"Um Certo Van Gogh" fica em cartaz até o dia 31 de agosto no Teatro Folha. Depois, a peça segue para Campinas, interior paulista, e Rio de Janeiro.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais